É verdade que adoçante engorda? Especialista responde

As substâncias químicas dos adoçantes artificiais alteram bactérias que habitam o intestino

Por Eliane Contreras e Cristina Nabuco (colaboradora) Atualizado em 17 fev 2020, 15h04 - Publicado em 3 out 2017, 11h31

Dependendo do tipo, sim. Mais de mil voluntários em processo de emagrecimento que apostaram em adoçantes artificiais (aspartame, ciclamato, acesulfame-k e sacarina), durante um estudo da Universidade de Manitoba, no Canadá, apresentaram um risco maior de voltar a engordar.

“Essas substâncias químicas provocam alterações na microbiota (conjunto de bactérias que habitam o intestino) e, com isso, atrapalham a absorção de nutrientes importantes na manutenção do peso”, explica
 o endocrinologista Pedro Assed, do Rio de Janeiro.

Leia mais: Cinco dúvidas sobre adoçante

Ele sugere optar pelos adoçantes mais naturais, como sucralose, xilitol e estévia. Outra saída para quem não tem restrição ao açúcar é usá-lo na menor quantidade possível.

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=85CjY5MJNTs%5D

Fique por dentro de tudo o que rola no mundo fitness com a newsletter da BOA FORMA

Continua após a publicidade

Publicidade