Quinoa: tudo sobre o carboidrato que você deve incluir na dieta

Acelerar o metabolismo e ser rica em proteínas são apenas duas das muitas vantagens que o alimento acrescenta na dieta

Por Da Redação Atualizado em 17 fev 2020, 15h05 - Publicado em 25 set 2017, 16h56

Já faz mais de uma década que a quinoa (ou quinua) começou a dar as caras nos empórios cerealistas e provavelmente no seu cardápio pós-consulta com a nutricionista. A verdade é que, mesmo após tantos anos, o cereal dos Andes continua com a bola toda. Mas o fato de ser um carboidrato com alto nível proteico, ainda pode deixar dúvidas sobre o que o superalimento faz pelo seu corpo.

Leia mais: 5 sementes que reduzem medidas

Abaixo, uma lista de todos os benefícios contidos no grãozinho:

1. Carboidrato de baixo índice glicêmico. Para quem segue uma dieta low-carb, o cereal deve ser o primeiro da lista no menu. O baixo índice glicêmico faz com que ele demore para ser transformado em açúcar no sangue, o que evita uma superprodução de insulina – hormônio responsável pelo estoque de gorduras.

2. Proteína de alto valor biológico. Cada grão de quinoa contém 20 aminoácidos (componentes da proteína), diferentes. Entre eles, a metionina e a lisina, responsáveis pela formação de uma proteína completa e de boa absorção pelo organismo – raridade entre alimentos que não são de origem animal. Outra vantagem é ser livre da gordura saturada das carnes, que, em excesso, prejudica o coração.

3. Acelera o metabolismo. Por ser um alimento facilmente digerido pelo corpo, você pode recorrer a ele para recuperar e manter os músculos após um exercício – isso faz com que o metabolismo seja acelerado e ocorra a queima calórica.

Leia mais: 13 receitas proteicas para o café da manhã que não incluem ovo

4. Superalimento para vegetarianas. Ok, a quinoa não tem a mesma quantidade de ferro que a carne. Porém, ganha de qualquer outro cereal também nesse quesito. Em cada 100 gramas, são 10,9 miligramas do mineral, que combate a anemia e garante pique. “Essa é uma ótima notícia para quem come pouca (ou nenhuma) carne vermelha”, afirma a nutricionista Heloísa Guarita, da Clínica RGNutri, em São Paulo.

5. Cheia de nutrientes. Além de não ter a gordura saturada encontrada nos cortes bovinos e suínos, ela vem com o benefício oposto: tem ômega-3, gordura boa que limpa as artérias. Ela também é glúten free e uma fonte de proteína de baixa calorias (75 calorias por colher de sopa). O mix de fibras e vitaminas (C, E e especialmente as do complexo B) completa a valiosa ficha nutricional da quinoa, considerada pela Food and Agriculture Organization (FAO) o melhor e mais completo alimento de origem vegetal.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade