5 dicas para se pesar corretamente

... e por que não levar tão a sério o número na balança

Por Giovana Santos Atualizado em 14 fev 2022, 10h43 - Publicado em 15 mar 2022, 10h41

Quando se trata de tentar ser mais saudável, não existe apenas um método para medir se você está no caminho certo. Confiar apenas na balança, por exemplo, não é o mais indicado. Mas, mesmo assim, é o mais comum: afinal, o objeto é barato e cabe em casa. 

Por isso, se você tem o costume de se pesar, aqui vão cinco regras para fazer isso de uma maneira mais assertiva: 

COMO SE PESAR CORRETAMENTE

1

FAÇA ISSO UMA VEZ POR SEMANA 

Muita gente gosta de subir na balança diariamente, mas isso pode desanimar. Isso porque, no dia a dia, podem ocorrer flutuações nas quantidades de líquidos e comida que você ingeriu. 

2

PESE-SE DE MANHÃ

“O ideal é sempre se pesar no mesmo horário, idealmente de manhã”, explica a  especialista em emagrecimento, nutricionista clínica, esteticista e terapeuta integrativa Ermelinda Bertoldi, fundadora da Nutri Linda. 

Se pesar depois de uma grande refeição (como o almoço) pode afetar os números registrados pelo aparelho. 

Continua após a publicidade

3

MANTENHA AS VARIÁVEIS CONSTANTES

Se você se pesar sem roupas em uma semana e com roupas na segunda, os resultados não serão tão fidedignos. Por isso, seja consistente ao se pesar. Se você for ao banheiro antes, por exemplo, vá também da próxima vez. 

O mesmo vale para o consumo de muita água. Apesar de o líquido ser imprescindível para evitar a retenção e potencializar o emagrecimento, entupir a barriga de água antes de se pesar vai influenciar o resultado. 

4

ANOTE OS RESULTADOS SEMPRE

O mais interessante não é ver a variação do seu peso de uma semana para outra. Mas, sim, dentro de um período maior (um mês ou dois, por exemplo). Por isso, para avaliar o seu progresso a médio e a longo prazo, mantenha uma planilha e vá anotando os números da balança toda vez que você se pesar. Isso ajudará você a identificar padrões e fazer alterações nos hábitos (com a ajuda de um profissional) caso o peso comece a atingir um nível “platô”. 

5

ABANDONE A BALANÇA 

Não gosta de se pesar semanalmente? Não tem problema. Afinal, o método não é tão imprescindível assim: existem outras formas, até mais confiáveis, de medir o seu progresso. “Muitas vezes, quando o paciente está em tratamento, pode acontecer de reduzir o percentual de gordura e ganhar mais volume muscular, o que implica em aumento de peso na balança”, diz a nutri. 

Por isso, no consultório, muitos especialistas trabalham com a chamada análise de bioimpedância. “O equipamento realiza uma avaliação completa de todos os parâmetros do corpo: volume de líquidos presentes, massa magra [músculos + ossos + demais estruturas], gordura e até metabolismo. Com isso, a gente tem os dados corretos da pessoa”, explica Ermelinda Bertoldi.

Continua após a publicidade

Publicidade