Fotos de comida no Instagram: é saudável ou obsessão?

Fotografar um prato e postar no Instagram é muito comum. O que você não sabe é que se, por um lado isto pode ser ótimo para estimular hábitos saudáveis, também pode revelar transtornos alimentares.

Por Marcia Di Domenico (colaboradora) Atualizado em 27 out 2016, 19h11 - Publicado em 5 ago 2014, 22h00

Tudo bem que fotografar e postar no Instagram, Pinterest e Facebook o que você come é uma estratégia para controlar a alimentação e fazer escolhas mais saudáveis. Mas tem gente passando do limite e transformando a neura de postar fotos de comida em vilã da boa forma e da saúde. O tema levou a psiquiatra Valerie Taylor, da Universidade de Toronto, no Canadá, a estudar a tendência e tirar conclusões pouco animadoras. 

 
“A obsessão por documentar o que você come em todas as refeições pode ser indício de um transtorno alimentar”, fala. Ela admite que o hábito é cada vez mais comum, o que não quer dizer que seja sempre inofensivo. “O problema é quando a comida se torna central no momento de fotografar e compartilhar determinada ocasião e todo o resto – a companhia, o lugar, o sabor da comida – fica em segundo plano”, avisa. Você pode achar que nunca vai chegar a esse ponto, mas responda rápido:
 
· Já escolheu o que pedir no restaurante pensando se daria uma boa foto?
· Deixou a comida esfriar até conseguir o ângulo perfeito e o filtro ideal para a foto?
· As legendas dos seus cliques têm a descrição detalhada do prato, mas nenhuma palavra sobre quem estava com você no jantar?
 
Se a resposta for sim a uma delas, fique esperta. Você pode estar usando as redes sociais contra a sua dieta e sua vida social. Isso porque o hábito é tão malvisto que vários restaurantes nos Estados Unidos, onde a hashtag #foodstagram é uma febre, já proíbem os consumidores de fotografar os pratos.
Publicidade