Reduzir, Reciclar, Reutilizar: Como levar uma vida sem desperdícios

Reduzir a quantidade de lixo que produzimos não impacta apenas no meio ambiente, mas no bolso também

Por Amanda Ventorin Atualizado em 14 out 2020, 12h13 - Publicado em 22 out 2020, 09h00

Mais saudável, mais sustentável e mais econômico. Essas são as três definições que se encaixam para o movimento Zero Waste, que se baseia na ideia de se pensar no impacto que um produto terá no meio ambiente após seu consumo e descarte, levando em consideração os resíduos que restam no ambiente e, então, procurando maneiras de como levar uma vida sem desperdício.

Em conversa com Nina Marcucci, coordenadora de Conteúdo do Menos 1 Lixo, Andreia Quercia, co-fundadora do B.O.B (Bars Over Bottles), e Rafael Zarvos, fundador da Oceano Gestão de Resíduos trouxemos dicas sobre como levar uma vida sem desperdícios.

 

Continua após a publicidade

VIDA SEM DESPERDÍCIO: REPENSE

Pensar nas suas necessidades diárias e identificar qual tipo de lixo aquele produto pode vir a produzir já é um bom passo para uma vida sem desperdícios. Ao notar o que consumimos (você realmente precisa da sacolinha plástica de legumes do supermercado, de uma peça nova de roupa toda estação ou usar copos descartáveis?), podemos implementar mudanças significativas que impactam tanto no nosso bolso — pois assim paramos de comprar de maneira impulsiva e nos restringimos a apenas aquilo que precisamos –, como no meio ambiente, já que estará produzindo menos lixo.

Repensar é o primeiro passo importante além, claro, de se informar e criar consciência sobre os impactos dos nossos resíduos. Essa consciência é muito importante para redução de nosso impacto ambiental no dia a dia. O que em escala pode criar um impacto global positivo e criar incentivos para que empresas repensem a maneira como pensam e comercializam seus produtos.

Esse é um passo poderoso que desenvolve muito autoconhecimento.

E o impacto financeiro pode ser notado. Segundo Nina Marcicci, apenas em produtos de limpezas — que costumamos comprar em supermercados, mas que podem facilmente serem feitos em casa –, se economiza cerca de 50%. Além de substituir os descartáveis e a priorização do uso de objetos duráveis, gerando uma diminuição em nossos gastos.

 

Continua após a publicidade

FAÇA PEQUENAS MUDANÇAS

Fazer pequenas substituições podem, além de te fazer economizar, reduzir consideravelmente seu lixo e o impacto no meio ambiente. Embalagens de vidro podem ser priorizadas às de plástico na hora do consumo, e serem reutilizadas pra guardar comida na geladeira ou até mesmo levar nas lojas a granel. Evite os saquinhos de plástico de verduras no mercado, substituindo-os por saquinhos ecobag sustentáveis.

Olhar para produtos de higiene e cosmética também é um passo bacana: optar por xampu e condicionador sólido, como os produtos da BOB onde cada kit substitui até 5 garrafas plásticas e buchas vegetais são um ótimo início para eliminar o plástico do banheiro.

Kit Shampoo Nutritivo e Condicionador Hidratação Profunda B.O.B

Ecobag – Seja Ecologicamente Ativo

 

Continua após a publicidade

VIDA SEM DESPERDÍCIO: NA ALIMENTAÇÃO

Comprar à granel é uma boa dica. Assim, você compra só a quantidade que precisa e evita desperdícios. É comum achar mercados a granel onde você pode levar potes de vidro ou metal para evitar os sacos plásticos. Mas, caso isso não seja possível, priorize feiras e evite comprar produtos em embalagens plásticas nos mercados tradicionais e abra mão da sacolinha plástica até mesmo para servir de lixo. Na página do Menos 1 Lixo, eles ensinam como fazer dobradura de jornal  como uma alternativa para usar como lixeira.

Experimentar receitas de aproveitamento de alimentos também é algo a se considerar. Cascas e sementes não são sempre resíduo e têm nutrientes poderosos para nossa saúde. E, claro, escolher alimentos da estação e orgânicos também podem trazer impactos positivos nessa conta.

Além de testar novas receita, vale lembrar que 50% do nosso resíduo doméstico é orgânico e nem tudo pode ser visto como alimento. Adotar a compostagem, que é a transformação das sobras orgânicas em adubo, como processo na rotina pode ser uma opção viável e cheia de benefícios que pode ser feita em casa ou comprada. É uma atitude importante e que diminui muito o impacto nos lixões e aterros do país, já que apenas 5% do lixo que produzimos é, de fato, reciclado. Além, claro, de gerar um adubo poderoso para as plantas.

 

Kit 8 Saquinhos Ecobag Sustentável Reutilizável

Composteira Caseira Para Cozinha

 

Continua após a publicidade

E AS ROUPAS?

Já parou para pensar para onde vai aquela blusinha velha que você jogou fora? No lixo que ela produz? Ou se você realmente precisa de uma nova peça de roupa a cada coleção nova?

Atualmente, a indústria da moda é uma das mais poluentes do mundo e em média descartamos 1 caminhão de lixo têxtil por segundo. Por isso, um armário-cápsula (em que você tem apenas 10 ou 20 peças chaves) pode ser uma boa opção para evitar o desperdício nessa área, além de compras em brechós (veja uma indicação abaixo), troca entre amigos ou até mesmo customizá-las (por que não?), incentivando o upcyclling e o benefícios de ter peças únicas.

View this post on Instagram

Renovando o look desde 2020

A post shared by Nem Luxo Nem Lixo (@nemluxonemlixo_online) on

Reduza, reuse, recicle e adote um estilo de vida com menos desperdício.

 

Continua após a publicidade
  • Continua após a publicidade
    Publicidade