Café é retirado da lista de cancerígenos pela OMS

Depois de passar 25 anos como um dos vilões da nossa saúde, ele foi liberado! Se você tinha restringido o consumo pode comemorar!

Por Redação Boa Forma Atualizado em 28 out 2016, 05h27 - Publicado em 17 jun 2016, 10h21

Boa notícia para os amantes do tradicional cafezinho: a OMS (Organização Mundial de saúde) retirou, na última quarta-feira (15), a bebida da lista de cancerígenos. Contudo, o alerta reforçou que consumir em temperaturas elevadas pode, eventualmente, causar a doença. Já existem estudos que relacionam o a ingestão de líquidos quentes (acima de 80ºC) ao câncer de boca e de esôfago. A OMS considerou como temperaturas elevadas qualquer bebida acima de 65ºC.

A pesquisa, realizada pela Agência Internacional de Pesquisa do Câncer, ligada à OMS, contou com o parecer de mais de 20 especialistas. Após a análise de cerca de 500 estudos publicados nos últimos 25 anos sobre a bebida, a conclusão é de que não existe nenhuma evidência da relação entre nenhum tipo de tumor e o café.

O tradicional cafezinho passou 25 anos no grupo 2B, que classifica os alimentos como possivelmente cancerígeno. Mas, com a nova avaliação, ele foi realocado para o grupo 3 – aqueles que não são classificados como cancerígenos. Isso porque os novos estudos indicaram que não há efeitos no pâncreas, na próstata e câncer de seio e que os riscos são reduzidos para fígado. No caso dos outros mais de 20 tipos de câncer, as evidências foram inconclusivas.  

Publicidade