Você sabe por que anda tão ansiosa?

Essa questão pode ser genética. É o que mostra este novo estudo

Por Redação Boa Forma Atualizado em 22 out 2016, 18h24 - Publicado em 9 nov 2015, 14h40

A ansiedade faz parte da sua vida? Não pense que você está sozinho. De acordo com uma pesquisa publicada no site Proceedings of the National Academy of Sciences, o sintoma pode ser uma questão genética e, a tendência a ser ansioso, pode ser herdada. Para chegar a essa conclusão, os pesquisadores realizaram o experimento com 592 jovens macacos-rhesus.

Na primeira etapa, os animais foram colocados em alguma situação de stress pequena. Em seguida, foram submetidos a uma tomografia para monitorar as áreas do cérebro relacionadas com o humor. Durante os experimentos, os pesquisadores também analisaram questões comportamentais e a anatomia do cérebro de cada animal.

Os resultados mostram que os macacos que reagiram com mais intensidade às situações produtoras de ansiedade são mais propensos a mostrar um metabolismo hiperativo nos exames cerebrais. As variações nas estruturas cerebrais relacionadas com a ansiedade podem ser herdadas, mas é exatamente o metabolismo cerebral que levar a um comportamento mais ansioso. Em outras palavras, os macacos ansiosos herdaram esse tipo de função de seus antepassados. Isso explica, por exemplo, as crianças ansiosas.

Sim, o estudo foi realizado com animais, mas os humanos também podem apresentar esse temperamento ansioso. No geral, o histórico familiar corresponde a 35% da probabilidade de desenvolver um transtorno de ansiedade. Mas, calma. Com algumas táticas simples, você consegue aliviar a ansiedade: descubra como acabar com a ansiedade.

Continua após a publicidade
Publicidade