Continua após publicidade

Sintomas de Burnout: reconheça os sinais e saiba como prevenir

O termo “burnout” tornou-se tão comum utilizado para se referir a um dia ou semana difícil. O problema, porém, é bem mais sério do que isso

Por Personare
10 jul 2024, 18h00

Os sintomas de Burnout podem se confundir com estresse ou cansaço, mas é preciso estar atento a eles para evitar chegarmos ao limite.

A Síndrome de Burnout, também conhecida como Síndrome do Esgotamento Profissional, é uma condição mental que surge frequentemente em situações de excesso de trabalho e de jornadas múltiplas, especialmente entre as mulheres.

Inicialmente comum entre profissionais como médicos, enfermeiros, professores, jornalistas e policiais, o Burnout tornou-se mais prevalente após a pandemia, afetando uma gama mais ampla de pessoas devido ao aumento do trabalho remoto e suas demandas.

Sintomas de Burnout

Conhecer e identificar os sintomas de Burnout é fundamental para agir precocemente. Os principais sinais são:

  • Exaustão extrema, física e mental
  • Dor de cabeça frequente
  • Alterações no apetite
  • Insônia
  • Sentimentos de insegurança
  • Dificuldade de concentração
  • Pensamentos negativos constantes
  • Sentimentos de derrota e incompetência
  • Desânimo
  • Alterações de humor
  • Aumento da pressão arterial
  • Dores musculares
  • Isolamento
  • Problemas gastrointestinais
  • Surtos de ansiedade
  • Estados depressivos

Esses sintomas, quando isolados, podem passar despercebidos, mas em conjunto indicam um quadro mais grave.

Continua após a publicidade

10 estratégias para prevenir o Burnout

Crie rotinas diárias: estabeleça horários fixos para se alimentar, descansar, se exercitar, cuidar de si. Mas não pule esses compromissos consigo devido a demandas externas.

Estabeleça momentos autocuidado: reserve um tempo do seu dia para fazer algo que ama e que distraia sua mente. Pode ser ler um livro, cuidar da pele, assistir a um vídeo engraçado ou adotar pequenos rituais de bem-estar. Torne este encontro pessoal algo inegociável.

Desconecte-se do trabalho após o expediente: envolva-se em atividades prazerosas com a família e amigos. Não fique no celular ou no computador. Desligue!

Continua após a publicidade

Faça exercícios físicos regularmente: praticar atividades físicas ao menos 30 minutos, três vezes por semana, é fundamental. Porque, ao cuidar do corpo, você cuida da mente.

Durma bem: estabeleça um ritual do sono para garantir uma noite reparadora. Quem não dorme bem não acorda bem. Não tem milagre.

Procure terapias integrativas: consultar um terapeuta pode fornecer orientações valiosas. Aromaterapia, Terapia com Cristais, Reiki, Limpezas Energéticas… escolha a que melhor se encaixa na sua vida.

Continua após a publicidade

Evite automedicação: sempre consulte um profissional antes de tomar qualquer medicação. Caso contrário, você pode apenas mascarar os sintomas e deixar a situação de agravar.

Expresse seus sentimentos: converse com amigos ou escreva sobre seus sentimentos. Vale, ainda, escrever tudo pelo que você sente gratidão, desde o ar que respira até sua família.

Reflita sobre seus sentimentos: avalie suas emoções diariamente e procure ajuda se necessário. Conte com o time de especialistas do Personare para te ajudar.

Continua após a publicidade

Inove sua rotina: faça pequenas mudanças para sair do piloto automático e apreciar mais a vida. Se puder, medite logo cedo ou antes de dormir. Aqui você encontra meditações para relaxar que podem te ajudar muito.

Marcia Fervienza

Astróloga e terapeuta há mais de 20 anos. Associa sua experiência com aconselhamentos analíticos ao trabalho com Astrologia para facilitar o autoconhecimento, o empoderamento e a transformação pessoal.

info@marciafervienza.com

Publicidade