Mãe que superou distúrbio alimentar escreve carta à filha bebê

Na carta, a americana Jennie Griswold aconselha a filha a não ceder à pressão de ser "perfeita"

Por Redação Boa Forma 1 nov 2016, 16h15

Em uma carta emocionante ao portal The Mighty, do qual é colaboradora, a americana Jennie Griswold falou sobre autoaceitação à sua filha pequena. Após lutar contra um transtorno alimentar por 10 anos e, recentemente, se recuperar do vício de se exercitar, Jennie – que hoje é formada em nutrição – afirma que sua paixão é ajudar aqueles que enfrentam um distúrbio alimentar a encontrarem esperança de uma vida melhor.

Na carta, a americana expressa a vontade de proteger sua filha de todas as pressões que ela provavelmente sentirá para vestir um certo tamanho de roupa ou ter uma determinada aparência. “Eu gostaria de estar lá para cobrir seus ouvidos quando você ouvir outras mulheres falarem sobre como elas estão insatisfeitas com seus corpos, e cobrir seus olhos quando você vir modelos que têm um corpo magro impossível de ser conquistado. Como sua mãe, eu espero que você continue inocente e quero protegê-la do que nossa sociedade considera uma aparência perfeita”, escreveu.

Ao longo do texto, Jennie expõe à sua filha os caminhos que muitas mulheres percorrem na tentativa de alcançar a “perfeição” e a lembra de que ela não precisa fazer parte dessa corrida incessante, já que a sua beleza vai muito além da aparência. “Há muito mais na vida do que se fissurar nessas coisas. Eu sei que é difícil aceitar conselhos de mãe e entendo que você tenha que descobrir algumas dessas coisas por conta própria. Mas eu não quero que você lute a batalha que eu lutei. É extenuante, é implacável e tira tudo de você: relacionamentos, energia, amor, as alegrias simples da vida. Filhinha preciosa, você é perfeita em todos os sentidos. Você é linda. Nunca deixe que alguém lhe diga o contrário.” 

Lindo, né? E você, já passou por algo parecido? Conte pra gente nos comentários.

Continua após a publicidade

Publicidade