Dança dos Famosos 2015: testamos uma aula de valsa

Depois de experimentar uma aula de rock e outra de funk, chegou a hora de explorar toda a delicadeza e feminilidade da valsa. Vem ver o resultado!

Para quem não sabe, a jornalista Maria Lúcia Zanutto – apaixonada por dança – foi convidada pela BOA FORMA para testar as modalidades do quadro Dança dos Famosos, exibido no programa do Faustão, da Rede Globo. Depois de se sentir em um musical na aula de rock e se arriscar nos passinhos de funk, ela explorou toda a sua feminilidade e delicadeza ao experimentar uma aula de valsa, tema da repescagem do último Domingo (4). E não foi só isso: descobriu outras formas de movimentar o corpo, desenhar as curvas, ganhar mais fôlego. A experiência única ela compartilha aqui:

Quando a Giulli Kimura, professora e coreógrafa da Cia Terra de Dança – Academia de Dança, de São Paulo, começou a mostrar as possíveis músicas para a nossa aula, automaticamente, eu me transportei para os filmes das princesas da Disney. Todas as músicas são calmas e delicadas e os passos seguem o mesmo estilo. Para dançar valsa, você precisa ficar de olho na postura, ser bem feminina, confiar no seu parceiro – afinal é o homem que conduz – e pensar que está nas nuvens, assim, os movimentos ficam leves e suaves.

Existem dois tipos de valsa: a inglesa, que é lenta e não tão tradicional, possibilita alguns passos diferentes e também mais brincadeiras dentro da coreografia, como acontece nos programas norte-americanos “So You Think You Can Dance” e “Dancing With the Stars”. E a vienense, dança tradicional, que tem como principal característica as voltas dadas pelo casal na pista de dança. Mas, independentemente da versão escolhida, uma coisa não muda: o compasso ternário, aquele famoso 1, 2, 3 que não pode sair da sua cabeça, se você deseja manter o ritmo, é claro.

Já que a modalidade exige muita classe e uma conduta digna de princesa, escolhi a música da Cinderela para incorporar a personagem e fazer a sequência elaborada pela professora. Quem me ajudou na missão – e aparece no vídeo ao meu lado – foi o bailarino Michel Rosenblat, que pratica dança esportiva. Mas, não pense você que a tranquilidade da aula não gasta calorias. Dançar é uma atividade aeróbica forte, aumenta a frequência cardíaca, estimula a circulação do sangue, melhora a capacidade respiratória e queima muitas calorias. Na valsa, especificamente, você melhora a postura e fortalece o core, duas partes do corpo que são muito usadas na modalidade. Em uma hora de dança de salão, por exemplo, é possível eliminar até 700 calorias.

Ficou curiosa para saber o resultado? Confira, a seguir, os melhores momentos da aula e inspire-se!

 

 

 

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s