É possível parar de menstruar de tanto treinar?

O overtraining pode afetar até o seu ciclo hormonal? Fomos perguntar para um especialista

A resposta é: sim! Isso ocorre quando aliamos uma dieta muito restritiva e rigorosa com o exagero na academia. “Atividade física moderada interfere positivamente em nosso organismo. Exercícios melhoram a resistência, imunidade, bem-estar e autoestima. São importantes não só para quem planeja ter um filho, mas para todos. No entanto, quando praticados em excesso, podem atrapalhar o funcionamento do corpo. Em mulheres, por exemplo, podem levar à falta de ovulação”, explica o ginecologista Georges Fassolas, especialista em reprodução humana da clínica Vivitá. 

Isso acontece, porque o excesso de endorfina liberado pelo corpo ao nos mexermos, diminui a produção dos hormônios responsáveis pela ovulação (nas mulheres) e formação de espermatozóides (em homens). Pode ocorrer também uma diminuição muito repentina nos estoques de gordura do nosso corpo. “Com o emagrecimento rápido, há um estresse no organismo e deficiência de nutrientes necessários para a regulação hormonal. 

E aí, já viu: sem ovular, você também para de menstruar. O que é ruim para as mulheres que estão tentando engravidar. “A falta de menstruação em si não leva nenhum problema ao corpo da mulher, nem a curto prazo, nem a longo. A questão é que a escolha de não ovular não foi dela ”, diz o médico. 

Você deve ficar atenta a algumas questões. A interrupção do ciclo menstrual por conta dos treinos, se combinada com distúrbios alimentares e uma perda de massa óssea, gera a chamada “tríade da atleta”. “Na verdade, a falta de ovulação é um dos sintomas do transtorno”. E isso não acontece só com as atletas de elite, viu? Qualquer pessoa que exagera nos treinos e não tem uma alimentação equilibrada corre riscos. 

Mas o que fazer? Primeiro, fique de olho nos sinais. “Conheça seu organismo, fique atenta a qualquer modificação importante, como falhas na menstruação, ondas de calor e irritabilidade”, afirma Georges. O segundo passo (e o mais óbvio) é procurar um profissional. “É preciso ter um acompanhamento nutricional adequado. É sempre bom se manter ativo, mas sem exageros. E não tem problema nenhum fazer atividade física quando a pessoa está menstruada, não tem a ver nem com melhora e nem piora nos rendimentos.”

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s