4 estratégia para economizar sua grana na hora de entrar em forma

Sim, a gente sabe que a malhação é a primeira da lista na hora de rever os gastos. Mas, calma, antes de mudar o seu estilo de vida, nós damos algumas opções

Por Daniela Bernardi Atualizado em 27 out 2016, 22h55 - Publicado em 22 abr 2016, 08h00

Se as contas não fecham no final do mês, está na hora de cortar os gastos extras. Trocar o carro pelo metrô e o restaurante pela comida caseira é um bom começo. Só não cancele a academia. “O custo com exercícios físicos não deve estar dentro da planilha de luxos, mas na de saúde, que é uma das últimas a serem reduzidas”, diz a planejadora financeira Myrian Lund, professora do MBA da Faculdade Getúlio Vargas, no Rio de Janeiro. Aprenda a economizar sem ter de parar de treinar. 

1. COMPARE A CONCORRÊNCIA
O básico na arte da negociação é saber o que os outros têm a oferecer para você. Compare item por item dos planos de estabelecimentos próximos da sua casa ou do seu trabalho e use essas informações na hora de conversar com o gerente da sua academia atual. Isso pode ajudar quando você for renegociar seu contrato ou procurar um novo lugar para malhar.
 

2. FIQUE DE OLHO NAS PROMOÇÕES
Vasculhe as mídias sociais para descobrir pacotes de desconto que sua academia já divulgou , mesmo de anos atrás. Peça para não cobrarem a taxa de matrícula, fornecerem um exame médico gratuito ou parcelarem em mais vezes.

3. PROCURE PACOTES MAIS BARATOS
Cheque quais aulas são realmente interessantes. Se a natação estiver fora de cogitação, nem adianta pagar pela piscina. Também dá para diminuir a mensalidade restringindo os horários que você vai frequentar (os menos movimentados tendem a ser mais baratos) e fechando um combo familiar, que inclui seu marido e filhos. Ah! Verifique com o RH da sua empresa se ela possui convênios com academias da região.

4. FECHE NO FINAL DO MÊS
Tenha visão estratégica: “As grandes redes cumprem metas mensais de venda. Espere até a última semana para conversar com o gerente. Você pode se surpreender com a diferença de preço”, orienta Myrian. 

Continua após a publicidade
Publicidade