“A atividade física era a minha terapia durante a gestação”, diz Bella Falconi

A musa fitness, nova colunista do nosso site, conta como lidou com os exercícios durante a gravidez

Por Bella Falconi Atualizado em 28 out 2016, 11h26 - Publicado em 28 jun 2016, 16h08

Quem acompanha minha carreira como life coach desde o início, sabe que sempre me preocupei muito com o meu bem-estar, tanto físico quanto mental – e abrir mão dos meus cuidados, mesmo que durante a gravidez, não era uma opção. Claro que eu esperava transformações no meu corpo nesse período (meu quadril se alargou, meus peitos aumentaram e meu bumbum dobrou!), mas eu, assim como todas as futuras mamães, tive que ter maturidade tanto para não deixar com que essas mudanças afetassem a minha autoestima, como para abraçá-las e, assim, conseguir curtir cada minuto da gestação da Vicky.

Veja também: Bella Falconi mostra sua nova aposta para desenhar as curvas

Mas não me entenda mal: aceitar isso de peito aberto, como eu fiz, não significa abrir mão de um estilo de vida saudável – assim como, diferentemente do que muitos acreditam, manter a frequência na academia durante esse momento da vida não é sinônimo de irresponsabilidade. Ao contrário, aliás. Cada vez mais estudos têm mostrado que a atividade física para gestantes não só está liberada, como é recomendada, já que ajuda a prevenir alguns problemas de saúde (obesidade e diabetes, por exemplo).

Então, com o ‘OK’ do meu médico, eu continuei treinando. Junto com profissionais, reformulei as minhas séries para elas se tornarem simples (adeus barras!) e passei a ir à academia apenas 4 vezes por semana. Além disso, abandonei os pesinhos – fazia tudo com o peso do meu corpo. Praticava exercícios funcionais com elástico, bola e outros acessórios do pilates – gostava daqueles que fortificavam o assoalho pélvico – e apostei em caminhadas leves na esteira. Costumo dizer que eu não estava treinando, mas sim me exercitando para manter a minha saúde em dia.

Veja também: A estratégia saudável de Bella Falconi para driblar a gula

Malhei até o último dia da minha gestação e, apesar das inúmeras críticas que me atingiram no período, não me arrependo nem um pouco! Para mim, a academia funcionava como uma terapia onde eu podia aliviar (pelo menos um pouco) a minha ansiedade para essa nova fase. Minha gravidez foi tranquila, e meu bebê, a Vicky, nasceu muito saudável!

 

*Bella Falconi (@bellafalconi) é life coach, empresária, nutricionista, ISSA certified trainer, Wbff Pro Fitness Diva e tem mais de 2 milhões de seguidores no Instagram.

Continua após a publicidade
Publicidade