4 motivos para seu bumbum não estar mudando mesmo com os treinos

Está seguindo a planilha de exercícios à risca, mas não nota resultados? Você pode estar cometendo um destes quatro erros

Por Amanda Panteri Atualizado em 29 out 2021, 12h02 - Publicado em 25 out 2021, 09h30

Você não pula nem um dia de treino, faz todos os movimentos recomendados pelo personal até a exaustão… Mas sente que seu bumbum ainda não mudou? Calma. Não precisa se desesperar: vale lembrar que algumas metas exigem muita paciência e persistência, sobretudo as que dizem respeito à hipertrofia.

Contudo, alguns errinhos podem atrapalhar o objetivo, sabia? Apesar de parecerem inofensivos, evitá-los faz toda a diferença na hora de conquistar um bumbum durinho. Confira:

Por que meu bumbum não cresce?

1 – A carga está errada

Cargas baixas podem não promover a hipertrofia desejada — mas isso você deve estar cansada de ouvir. Contudo, o que pouca gente tem conhecimento é que pesos altos demais também prejudicam a evolução.

“Os músculos dos glúteos são pequenos. E quando a gente coloca uma carga que não aguenta, acaba transferindo todo o esforço do movimento para outras regiões (geralmente para o quadríceps, que costuma ser maior e mais forte)”, explica a personal trainer e influencer fitness Gabriela Bahia.

E aí, já viu: a perna até fica torneada, mas o bumbum sai prejudicado. Nesse caso, peça ao seu instrutor ajuda para definir os quilos que você vai levantar.

2 – O movimento está errado

Aqui, é a mesma lógica. “É preciso saber a forma correta de ativar a musculatura dos glúteos em cada um dos exercícios — sejam eles multiarticulares ou isolados”, diz Gabriela.

Continua após a publicidade

Você deve contrair a região e o abdômen, manter a coluna ereta e tentar aumentar ao máximo a amplitude do movimento. Concentração é tudo!

3 – Sua alimentação é ruim

Outra questão essencial para o ganho de músculos é a dieta. Ela precisa conter quantidades adequadas de proteínas, carboidratos e gorduras (boas) para que a meta seja alcançada.

Além disso, vale lembrar que um cardápio cheio de fast-food e outros industrializados promove o acúmulo de gordura, aumenta a flacidez e piora o aspecto da celulite. Tudo o que você quer evitar com os treinos, não é mesmo?

Portanto, marque já uma consulta com um nutricionista!

4 – Você dorme mal (ou treina bumbum todos os dias)

A personal explica que quando nós exercitamos um músculo, geramos várias microlesões em suas fibras. O descanso serve, então, para que a região se recomponha e cresça. Ou seja, são nos dias seguintes ao treino que a hipertrofia realmente acontece.

Por isso, não abra mão de boas noites de sono. “Eu sempre recomendo não ativar a mesma musculatura dois dias seguidos justamente para ela conseguir se recuperar.”

Continua após a publicidade

Publicidade