Projeto prevê que restaurantes de SP revelem calorias de pratos

Segundo a proposta, estabelecimentos terão que informar valor energético das preparações no menu

Por Redação BOA FORMA Atualizado em 9 jan 2018, 18h47 - Publicado em 15 dez 2017, 16h30

Vereadores da capital paulista aprovaram, nesta quinta-feira (14), um projeto de lei (PL 375/2017) que obrigada restaurantes da cidade a incluir em seus cardápios as calorias contidas nos pratos servidos. A iniciativa, de autoria do vereador Rinaldo Digilio, tem como objetivo promover hábitos alimentares mais saudáveis e, por tabela, combater a obesidade.

Leia mais: Comer devagar é crucial para perder peso e ter saúde, diz estudo

A proposta também pede que o valor energético esteja sempre visível, inclusive em cartazes e placas que indicam as opções do menu. No caso de restaurantes por peso, os estabelecimentos devem descrever as calorias a cada porção de 100 gramas. Outra exigência é que bares, pizzarias e padarias, por exemplo, informem a necessidade calórica de cada faixa etária.

Assine nossa newsletter e fique por dentro das últimas notícias de BOA FORMA

“Essa medida funciona em Nova York com redes de fast-food, e estudos da Fundação Robert Wood Johson já mostram que, pelo menos, um a cada seis clientes muda suas escolhas de pratos com base nessas informações”, disse Rinaldo.

Entenda: Estudo reforça que exercício é a melhor forma de manter o peso

O PL segue para sanção ou veto do prefeito de São Paulo, João Doria. Se for aprovado, as empresas que não cumprirem as novas regras serão advertidas e, depois, poderão ser multadas em R$ 760 ou até perderem o alvará de funcionamento.

 

Continua após a publicidade

Publicidade