Problemas no intestino? Veja como manter o bom funcionamento do órgão

Além de fazer parte do sistema digestivo, ele possui papel importante na regulação das atividades imunológicas

Por Da Redação 28 dez 2018, 08h13

As funções executadas pelo intestino são fundamentais para o funcionamento do corpo, mas nem sempre ele recebe a atenção que merece. A má alimentação, falta de exercício físico e até o estresse podem afetar as ações desse órgão. O intestino conta com o auxílio de lactobacilos, microorganismos que vivem no local e ajudam a controlar a atividade de bactérias que são prejudiciais ao corpo. Além disso, ele tem papel essencial na absorção dos nutrientes referentes a alimentação e até na produção de hormônios que controlam a sensação de bem-estar.

Pexels/Pexels

Para evitar problemas e preservar esse sistema que auxilia em tantas áreas, alguns cuidados são indicados. Abaixo, conversamos com Luis Maruta, gastroenterologista e chefe do setor de Endoscopia do Hospital Santa Cruz, e reunimos as melhores atitudes para manter a boa saúde intestinal. Confira!   

Alimentação balanceada

Comer bem é essencial para a saúde do organismo. Consumir verduras, frutas e sementes que são ricas em fibras é necessário para proteger o intestino e auxiliar em suas funções. “Alimentos com alguma função laxativa, como a ameixa preta, mamão, laranja, nozes e castanhas, também podem ajudar e são boas opções para incluir na dieta. O probiótico, que são microorganismo vivos que protegem o intestino de bactérias, também contribuem para a absorção de vitaminas e na defesa da flora intestinal contra as bactérias”, indica Luis.

Em contrapartida, evitar o consumo excessivo de gorduras, carboidratos e bebidas alcoólicas também é indicado. Esses alimentos influenciam de maneira indireta no funcionamento do intestino, fazendo com que ele trabalhe mais para digeri-los.

Ingestão de líquido

A água tem ação fundamental em diversos processos do organismo, inclusive no intestino. “Ela é essencial para hidratar o conteúdo intestinal e melhorar o ritmo das atividades. O indicado é ingerir cerca de 2 litros do líquido por dia”, explica Luis.

Continua após a publicidade

Separe tempo para as funções fisiológicas

Para o funcionamento adequado do intestino, é aconselhável estabelecer um ritmo diário ou de, no máximo, a cada dois dias para a evacuação. Aos poucos, é possível criar esse hábito no organismo e fazer com que o órgão trabalhe ativamente.

  • Exercício físico

    Um dos diversos benefícios da atividade física para o corpo é auxiliar na regulação do intestino. Os exercícios ajudam a manter o tônus da musculatura abdominal, que é importante para mover o bolo fecal pelo trato intestinal e garantir o bom funcionamento do órgão.

    O que fazer quando há prisão de ventre?

    “Para constipação leve, a mudança na dieta e aumento da ingestão de água é fundamental. Caso a constipação seja severa, a consulta com especialista é recomendada. Além disso, é importante procurar o médico caso note qualquer mudança abrupta do ritmo intestinal”, alerta o gastroenterologista.

    E diarréia?

    Em geral, a diarréia ocorre quando há intoxicação alimentar. Ela funciona como uma espécie de defesa do organismo, que passa a secretar mais líquido e diminui a absorção no intestino para eliminar as toxinas nocivas. “A diarréia tende a cessar espontaneamente. Mas, como há perda líquida, é indicado aumentar o consumo de água para evitar a desidratação. Caso os sintomas não passem sozinhos, é necessário consultar um médico”, explica Luis.

    Continua após a publicidade
    Publicidade