Emagrecer no frio pode ser mais difícil; dicas para driblar o problema

Especialista indica como manter uma alimentação saudável

Por Giovana Santos Atualizado em 23 Maio 2022, 12h54 - Publicado em 22 jun 2022, 11h49

O despertador toca, e o frio nos convida para ativar o modo soneca. Na hora do almoço, a vontade de comer uma saladinha vai embora. E à noite, precisamos de uma taça de vinho ou uma caneca de chocolate quente para esquentar o corpo… São inúmeras as situações que podem explicar por que algumas pessoas sentem mais dificuldade de emagrecer no inverno.

Há, também, os motivos biológicos. “Por ser mais frio, o nosso gasto energético é maior. E para poder manter o corpo aquecido, temos fome e vontade de alimentos mais calóricos, quentes e com mais carboidratos”, explica a nutricionista Ermelinda Vela Bertoldi, esteticista e fundadora da clínica Nutri Linda.

Contudo, apesar de apenas um fondue não ser capaz de fazer você engordar, manter essa rotina mais calórica pode levar ao aumento de peso com o tempo. Por isso, a especialista dá algumas dicas para quem quer manter uma alimentação mais saudável:

COMO MANTER A DIETA NO INVERNO?

1

ESCOLHA BEM AS SOPAS

Caldos com que levam muitas fontes de carboidratos (batata, mandioca, mandioquinha…) costumam ser mais calóricos e menos saciantes. O mesmo vale para carnes embutidas (linguiça, bacon, panceta) e preparações que levam creme de leite.

O ideal, então, é escolher uma receita de sopa mais leve, que inclui uma boa variedade de vegetais (chuchu, repolho, cenoura, abóbora, tomate) e proteínas boas (frango desfiado, carne em cubinhos e tofu).

2

NÃO ABANDONE A ACADEMIA

Praticar exercícios físicos no inverno aumenta o gasto calórico diário, aumenta a disposição e contribui para a manutenção da massa magra no corpo, ponto importante para manter o metabolismo “acelerado”.

Continua após a publicidade

3

NÃO QUER SALADA? VÁ DE LEGUMES COZIDOS

A gente sabe que as folhas geladinhas não parecem muito apetitosas nos dias frios. Contudo, é importante consumi-las, uma vez que elas concentram muitas fibras — que melhoram o trânsito intestinal e compõem o bolo alimentar, garantindo, assim, mais saciedade.

Por isso, opte por versões refogadas ou cozidas, como couve, escarola, espinafre… E não se esqueça dos legumes!

4

FAÇA ESCOLHAS MENOS CALÓRICAS NO DIA A DIA

No dia a dia, vale investir em um cardápio menos calórico. Se você não abre mão de um chocolatinho após o almoço, por exemplo, compre a versão 70% cacau, que tem menos gorduras. O leite pode ser desnatado, enquanto o vinho, seco.

5

APOSTE NOS CHÁS 

Eles são bebidas quentinhas que podem trazer alguns benefícios para a saúde — só não vale exagerar no açúcar. Durante o dia, invista em chá verde, preto ou de hibisco. Antes de dormir, vá de camomila, erva-cidreira e maracujá.

Continua após a publicidade

Publicidade