Estrias: o que são, como se formam e os principais tratamentos

Tiramos todas as suas dúvidas sobre o assunto com a ajuda de uma especialista

Por Marcela De Mingo Atualizado em 28 abr 2022, 16h07 - Publicado em 4 Maio 2022, 08h00

Com o passar do tempo, é normal a nossa pele apresentar sinais e marcas. Algumas são de origem genética e fruto do nosso estilo de vida, como as celulites e as rugas. Outras aparecem porque o nosso corpo passou por grandes processos de mudança – é o caso das estrias. 

“As estrias são perdas lineares do colágeno e das fibras elásticas da pele localizadas principalmente nos glúteos, abdômen e áreas de coxas internas”, explica a dermatologista Dra. Fabiana Corio

Ou seja, as estrias deixam na pele a aparência de “riscos” avermelhados ou esbranquiçados e não tem qualquer sintoma, gerando apenas efeitos na autoestima feminina. Quem nunca sentiu medo ou até vergonha de usar um biquíni ou uma roupa mais cavada por conta das estrias? 

COMO AS ESTRIAS SE FORMAM? 

“As estrias aparecem devido a um estiramento grande da pele, causada por diversos motivos, como excesso de peso ou um processo de engordar em pouco tempo, genética, gravidez, crescimento rápido e uso de medicamentos como corticoesteroides”, explica. 

Ou seja, é bastante difícil evitar que as estrias apareçam já na adolescência, quando todas nós passamos pela fase de crescimento. O aumento repentino da altura, as variações de peso que acontecem “de repente” e, sim, até mesmo a genética corporal podem influenciar no seu desenvolvimento. 

Continua após a publicidade

Não à toa, mulheres grávidas investem em óleos corporais e rotinas de hidratação da pele para evitar o surgimento (ou o agravamento) das estrias durante a gestação. 

Ainda assim, é possível adotar hábitos que dificultem o seu surgimento: “A melhor maneira de prevenir as estrias é manter uma alimentação saudável, com vitamina C, que vai auxiliar a produção de colágeno, e evitar os fatores que aumentam o estiramento da pele, como manter o peso ideal, ter uma gestação saudável, sem excesso de peso, e evitar uso de corticosteroides”, explica a médica. 

QUAIS O PRINCIPAL TRATAMENTO PARA AS ESTRIAS? 

Antes de falarmos sobre os tratamentos, é importante sabermos que dificilmente as estrias vão desaparecer do corpo. No entanto, existem maneiras de amenizar a sua aparência – e é aí que os tratamentos estéticos entram em cena, considerando fatores como o tipo de procedimento e o tempo de existência daquelas estrias para o seu sucesso. “Estrias vermelhas normalmente têm melhores resultados que as estrias brancas”, diz a Dra. Fabiana. 

“Os melhores tratamentos de estrias são os lasers”, continua, “principalmente os fracionados não ablativos, em que existe uma substituição dos tecidos das estrias por tecidos normais.”

Nesse caso, as sessões ocorrem mensalmente, gerando pequenas crostas na área tratada que se recuperam completamente entre 7 a 10 dias. São necessárias de 3 a 5 sessões para vermos o resultado. 

Continua após a publicidade

Publicidade