10 armas contra a celulite

Descubra o que vai ajudar você a combater os furinhos de uma vez por todas

Por Nadia Tamanaha (colaboradora) - Atualizado em 26 jul 2018, 19h22 - Publicado em 26 jul 2018, 15h34

A celulite está na lista das características femininas mais indesejadas pelas mulheres. O problema, que geralmente é causado por mais de uma razão, normalmente deixa a mesma marca: furinhos e textura de casca de laranja na pele.

Alterações hormonais, flacidez, gordura localizada, retenção líquida e má circulação são apenas alguns dos fatores que desencadeiam o problema. Por isso, na hora de combatê-la, você precisa atacar por várias frentes. Confira algumas dicas:

1. Cremes

Os produtos anticelulite não fazem milagre, mas são grandes aliados na hora de combater o problema. Unidos a hábitos saudáveis, como uma alimentação adequada e a prática de exercícios físicos, ajudam a alisar a pele. “Eles são uma boa opção para tratar a celulite grau I e II (em que há depressões mais superficiais e em pouca quantidade) e ótimos coadjuvantes dos procedimentos estéticos feitos nos consultórios em quadros mais avançados”, diz Doris Hexsel, dermatologista de Porto Alegre.

Além disso, não vale aplicar o creme apenas de vez em quando. “Use duas vezes por dia por, pelo menos, durante dois meses para perceber o primeiros sinais de melhora”, avisa Daniela Alvarenga, dermatologista do Rio de Janeiro.

Movimento para mulheres assumirem a celulite
ValuaVitaly/Thinkstock/Getty Images

2. Alimentação livre de alergênicos

Sua celulite pode ser uma reação alérgica a algum alimento. Se esse for o seu caso, o grande desafio será descobrir o que está provocando o quadro. Para começar as investigações, você irá precisar da ajuda de um nutricionista. Oe profissional terá a missão de investigar se a celulite é resultado de uma alergia provocada por itens de difícil digestão, por repetição ou pelas duas.

De qualquer maneira, os principais vilões são os produtos ricos em proteína. “Difíceis de ser digeridos, esses alimentos podem ser interpretados como agressores pelo organismo, que se defende disparando uma série de reações. E a alergia é uma delas”, explica Denise Madi Carreiro, nutricionista funcional e autora dos livros Entendendo a Importância do Processo Alimentar e Alimentação – Problema e Solução para Doenças Crônicas, Editora Metha.

Agora, se você desconfiar de um agressor alergênico, faça o teste: retire-o do cardápio por 30 dias e observe as reações do seu corpo. “Depois de um mês sem comer ou beber algo que provoca alergia, a celulite melhora bastante”, afirma Denise. No entanto, dependendo do grau, os resultados podem demorar mais para aparecer. E se você não notar nenhuma diferença no espelho, faça o mesmo teste com outro suspeito.

3. Massagem

Boa notícia para as fãs dos cremes anticelulite: uma massagem poderosa na hora da aplicação potencializa os efeitos do produto. Isso acontece porque, ao ser massageada, a área que está recebendo o creme tem o fluxo de circulação aumentado, o que facilita a penetração dos ativos.

Para deixar os cremes anticelulite ainda mais poderosos, basta manipular a área afetada de baixo para cima, sempre em direção às virilhas (como na drenagem linfática). O cuidado ajuda você a se livrar o inchaço causado pelo acúmulo de toxinas.

4. Intestino saudável

Ao contrário do que se imagina, a função do intestino é muito mais do que apenas livrar nosso corpo dos “lixos”. É lá que acontece a separação do que deve entrar no nosso organismo (nutrientes) e aquilo que deve ser dispensado (restos alimentares e detritos) e o pleno funcionamento desse sistema tem tudo a ver com a celulite: um intestino sempre saudável é um dos passos para manter os furinhos longe de você. E para garantir a saúde do seu, tome bastante água, inclua fibras no seu cardápio e, claro, não se esqueça dos exercícios físicos!

5. Lipo manual

A lipo manual, também conhecida como massagem modeladora ou lipo sem cortes, está bem longe de ser suave e relaxante. O método é famoso por deixar a pele supersensível e até com pequenos hematomas.

Continua após a publicidade

No entanto, quem já testou relata que, durante a sessão, a sensação é de que a gordura e a celulite estão sendo dissolvidas, tamanha a pressão feita pelo massoterapeuta. Se aliada às outras armas contra a celulite, a lipo manual é uma ótima alternativa para exterminar os furinhos.

6. Exercícios físicos

Não é à toa que a malhação é considerada uma arma potente na luta contra a celulite: a prática de esportes ajuda a queimar as reservas de gordura e ainda melhora o sistema circulatório, ambos diretamente ligados ao surgimento das marcas.

Spinning
jacoblund/Thinkstock/Getty Images

Por isso, mexer o corpo é um dos passos para exterminar a celulite e, para esse fim, vale investir na atividade aeróbica, como caminhar, pedalar ou dançar. Mas não deixe de lado a ginástica localizada e a musculação: conforme a musculatura aumenta, a celulite é atenuada.

7. Alimentação

Você está cansada de saber que bons hábitos à mesa são o primeiro passo para quem quer um corpo mais bonito e saudável. Quando o assunto é celulite, essa máxima vale também. Apostar em um cardápio repleto de legumes ricos em potássio, verduras que esbanjam magnésio, sementes com selênio, frutas diuréticas e mais uma lista variada é o caminho para o sucesso.

“Eles compõem uma dieta antioxidante, que ajuda a eliminar toxinas e a rejuvenescer a pele”, resume a nutricionista Márcia Regina Dal Medico, de São Pedro (SP). O ideal é incluir diariamente pelo menos dois desses ingredientes no prato, sem mergulhá-los em óleo nem salgá-los demais. O sal contém sódio, que retém água no organismo e incha as células. Pelo mesmo motivo, evite molho inglês e shoyu (molho de soja) normal.

8. Corte no cigarro

Quem fuma perde muitos pontos no combate à celulite. Essa é a conclusão de uma pesquisa sobre a eficácia de cremes anticelulite, apresentada em uma das edições do Congresso Brasileiro de Dermatologia. As fumantes que participaram do estudo apresentaram melhora muito pequena do quadro: após 30 dias aplicando o creme, perderam menos de meio centímetro na circunferência da coxa.

Já as mulheres que se mantiveram longe do cigarro obtiveram ótimos resultados: 45% delas reduziram pelo menos 1 centímetro de coxa. Muitas atingiram níveis ainda melhores: 15% das voluntárias chegaram a reduzir de 2,5 a 5,5 centímetros. A pesquisa foi realizada com o produto Elancyl Crono-Activo Galénic, aplicado na coxa duas vezes ao dia.

9. Hidratação

Grande parte das toxinas é expulsa do nosso organismo por meio da urina e do suor. Por dia, eliminamos 1 litro e meio de urina e o equivalente a um copo de água na transpiração. Se não houver hidratação suficiente, esse processo e a sua saúde ficam comprometidos. Todo esse conjunto, aliado à melhora na circulação sanguínea, acaba prevenindo o aparecimento de celulite.

Assine nossa newsletter e fique por dentro das últimas notícias de BOA FORMA

10. Drenagem linfática

Esse tipo de manipulação ajuda o sistema linfático a trabalhar melhor – ou seja, filtra o excesso de líquido e de toxinas que ficaram retidos nos tecidos, devolvendo-o ao sistema circulatório, como se fosse um “saneamento básico” do nosso corpo. Na prática, com esse processo funcionando a todo vapor, é possível diminuir o inchaço, melhorar a circulação e, consequentemente, a aparência da pele, reduzindo celulite, gordura localizada, acne, rugas e flacidez.

*Reportagem originalmente em setembro de 2016. 

Continua após a publicidade
Publicidade