Por que é tão difícil fazer dieta? Ciência aponta possível motivo

Uma das táticas para a tarefa ficar menos árdua é não armazenar doces e outros alimentos calóricos em casa nem na gaveta do escritório! Veja mais

Por Cristina Nabuco e Marina Campos Atualizado em 17 fev 2020, 15h14 - Publicado em 12 jul 2017, 12h12

Por que é tão difícil fazer dieta? A resposta pode estar na molécula NPGL (da expressão em inglês neuro-excitingprotein), recém-descoberta por cientistas da Universidade de Hiroshima, no Japão. Ela é responsável por ativar a região do hipotálamo que controla a energia do organismo sempre que o combustível está baixo – situação frequente em dietas restritivas. Por isso, o desejo de devorar alguma coisa vem ainda mais intenso (se tiver um chocolate por perto, você vai comer!).

Leia também: 4 conselhos de dieta que todo mundo ouve, mas não deveria seguir

E não tem muito o que ser feito, a não ser evitar a exposição às tentações. “Então não armazene doces e outros alimentos calóricos em casa nem na gaveta do escritório”, orienta a endocrinologista Maria Edna de Melo, presidente da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica (Abeso). E, claro, fuja das dietas radicais, combinado?

Veja também: Débora Nascimento sobre dieta restritiva: “Não incentivo ninguém”

Fique por dentro de tudo o que rola no mundo fitness com a newsletter da BOA FORMA

Continua após a publicidade

Publicidade