Você está com o metabolismo lento? A culpa pode ser destes 4 hábitos

Entenda o que pode estar atrapalhando seu emagrecimento

Por Camila Junqueira, Gislene Pereira 17 jul 2018, 19h43

Você está seguindo a dieta e praticando exercícios físicos, mas ainda assim não consegue emagrecer? A culpa pode ser do seu metabolismo. Da mesma forma que alguns alimentos podem acelerar o ritmo do nosso corpo, outros são responsáveis por deixá-lo mais lento, o que causa cansaço, desânimo e acúmulo de calorias – impedindo a perda de peso.

  • O primeiro passo para descobrir o que está atrasando seu organismo é fazer um teste clínico para intolerâncias alimentares e alterações hormonais. “Se seu corpo não digere algum alimento, ele vai ficar inflamado e desacelerar o metabolismo”, explica a nutricionista Andrezza Botelho, de São Paulo. É o caso do leite e do trigo para algumas pessoas – mas antes de cortar qualquer item do seu cardápio, consulte um médico.

    Descartando doenças e desequilíbrios hormonais, você pode diminuir estes hábitos inimigos do metabolismo acelerado:

    1. Adicionar açúcar em bebidas e receitas

    O açúcar proporciona um pico de energia quase instantâneo após o consumo, mas não se engane: a sensação dura pouco e ele logo se transforma em gordura. “Além de ser um agressor da mucosa, o açúcar fermenta no estômago e pode provocar estufamento e aumento das medidas”, ressalta Andrezza. Ele também causa compulsão: quanto mais você come, mais quer comer.

    Magone/Thinkstock/Getty Images

    Para acelerar o metabolismo, Andrezza sugere cortar o açúcar de adição, aquele que você coloca no cafezinho ou no suco. Alimentos que levam o ingrediente na composição, como iogurtes e granolas, devem ser consumidos com moderação: “Se no somatório do dia aquele açúcar em outros alimentos fizer a diferença, também é bom maneirar”.

    2. Usar óleos em suas preparações

    Não pense que só o óleo vegetal traz problemas. Se forem aquecidos além da conta, até mesmo os óleos saudáveis (como de gergelim, abacate e de coco) podem oxidar e atrasar o metabolismo. “No dia a dia, vale diminuir o consumo da gordura aparente, como a da carne vermelha”, indica Andrezza.

  • 3. Consumir muitos produtos industrializados

    No caso de alimentos industrializados, é importante ficar atentar aos rótulos. “O excesso de conservantes inflama o organismo, já que as células não sabem o que são esses ingredientes – elas só reconhecem vitaminas, minerais e proteínas”, diz a nutricionista. Quanto mais natural sua alimentação, melhor!

    Assine nossa newsletter e fique por dentro das últimas notícias de BOA FORMA

    4. Dormir pouco

    Não pense que só a comida é capaz de alterar o metabolismo, viu? Durante o sono, o organismo produz hormônios essenciais para o emagrecimento. “Você precisa dormir bem para manter o metabolismo acelerado”, indica Andrezza.

    Continua após a publicidade
    Publicidade