É normal sentir dor no ânus durante a menstruação?

Entenda se é normal ou se pode estar associada a endometriose e outros problemas

Por Amanda Ventorin Atualizado em 3 dez 2021, 18h13 - Publicado em 7 dez 2021, 14h00

A menstruação sempre vem com certos incômodos mensais para àquelas que menstruam: Cólicas, inchaço, apetite descontrolado, espinhas e diversos sintomas que variam de pessoa para pessoa. Mas, recentemente, viralizou no tiktok vídeos onde falavam sobre um incômodo “curioso” durante esse período: uma dor aguda no ânus.

Com muitas pessoas se identificando (pelo menos na rede social), Boa Forma resolveu investigar: afinal, é normal sentir dor no ânus durante a menstruação?

POR QUE ESSA DOR DURANTE A MENSTRUAÇÃO?

Assim como tudo o mais relacionado ao período menstrual, você pode culpar as alterações hormonais por qualquer dor em sua bunda. Se um óvulo não for fertilizado, os níveis de hormônios, como estrogênio (que ajuda a regular a menstruação) e progesterona (que ajuda a preparar o útero para receber e sustentar o óvulo fertilizado) diminuem, resultando na quebra do revestimento uterino e sangramento menstrual, de acordo com a University of California San Francisco.

E embora essas alterações hormonais possam parecer nada demais, elas podem causar alguns efeitos colaterais desagradáveis, incluindo cólicas, dor e sensibilidade no intestino, reto e ânus.

Portanto, sim, as alterações hormonais são as culpadas novamente – desta vez, porém, você pode apontar o dedo para as prostaglandinas, que são lipídios e substâncias semelhantes a hormônios,  liberadas pelo útero durante a menstruação. Eles geralmente causam contrações uterinas, fazendo com que os músculos retais e intestinais também se contraiam, causando uma dor leve.

Continua após a publicidade

QUANDO A DOR É INTENSA

Carla Iaconelli, ginecologista especialista em reprodução humana, afirma que esse caso não é normal. “Este sintoma está associado a lesões em uma parte do intestino chamada reto e causa pode ser causado por endometriose”, explica.

A endometriose é uma condição onde o endométrio, tecido que reveste o útero internamente, se desenvolve ao redor das paredes do intestino, ou nos ligamentos, resultando nessa dor mais intensa.

É importante que, assim que notar a dor em ocasiões simples do dia-a-dia como ir ao banheiro, cólicas mais intensas e dores na região, um médico seja consultado para realização de exames que comprovem a possibilidade de alguma doença. “Tenesmo (dor ao evacuar) também pode ser um sintoma relacionado a câncer colorretal. Mas as outras causas relacionadas a dor anal são trombose hemorrodária, fístula anal, abscesso anal e fissura anal”, alerta Carla. 

COMO EVITAR A DOR

Na maioria dos casos, a ginecologista Taís Calomeny dá uma dica para aliviar o incômodo: a caminhada. “Ela ajuda a manter o corpo ativo para reduzir os níveis de estrogênio (hormônio que controla o ciclo menstrual da mulher) no organismo. Além disso, uma alimentação rica em ômega-3 como salmão, sardinha ou atum, sementes de linhaça ou chia, e frutos oleaginosos como castanhas e amendoim, ajuda a reduzir naturalmente a produção de hormônios que contribuem para o aumento de inflamações no corpo”, finaliza.

Já a ginecologista especialista em endometriose, Bruna Lima Silva Merlo, conta que, nos casos da condição, para o alívio da dor, o uso de analgésicos, anti-inflamatórios ou tratamentos hormonais (oral, injetável, implante hormonal, subdérmicos, dispositivos intrauterinos de levonorgestrel) são liberados, desde que prescritos por um profissional da saúde.

Continua após a publicidade

Publicidade