3 técnicas surpreendentes para melhorar sua memória

Dê adeus aos minutos de procura pela chave de casa e aos itens esquecidos na hora de fazer a mala

Nossa memória funciona como um músculo: deve ser exercitada para desempenhar cada vez melhor. “O cérebro precisa ser constantemente desafiado”, diz o médico geriatra Paulo Camiz, professor do Hospital das Clínicas de São Paulo e desenvolvedor do aplicativo Mente Turbinada. Vale palavras cruzadas, caça-palavras, jogos de concentração…

Mas não só: há técnicas eficazes que você pode incluir na rotina para manter sua mente sempre afiada. Conheça algumas delas:

1. Palácio da memória

Também conhecida como método de Loci, essa técnica funciona da seguinte maneira: você visualiza um espaço conhecido e designa lugares para os objetos de que não pode esquecer. Desse modo, para se lembrar de colocar na mala itens essenciais de viagem, como pasta de dente, remédios e carregador de celular, imagine o creme dental escorrendo pelas gavetas, os medicamentos bloqueando a porta do quarto e centenas de carregadores enroscados em cima da cama. Quanto mais exagerado o cenário, mais fácil será de ter sucesso.

2.  Agrupamento

Nos dias de hoje ninguém mais decora números, né? Mas, caso você precise guardar uma informação importante, como um código, e não tenha celular ou caneta e papel em mãos, use o truque do agrupamento. A proposta é dividir os números (ou letras) em grupos que façam sentido para você e associá-los a fatos importantes ou curiosidades. Por exemplo, transforme 19010120156 em 190-101-2015-6: 190 é o número de atendimento de emergências, 101 Dálmatas é um dos seus desenhos favoritos de quando era criança, 2015 foi o ano em que você conseguiu seu emprego e 6, seu número da sorte.

Assine nossa newsletter e fique por dentro das últimas notícias de BOA FORMA

3. Associação de palavras

Se você tem dificuldade em recordar nomes, relacione-os a rimas. Conheceu uma pessoa chamada Daniela? Talvez ela lembre aquela sua atriz favorita da novela… Outra dica é usar essa técnica para criar histórias com elementos visuais: Daniela magrela estava perto da janela segurando uma panela cheia de berinjela.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s