80% dos jovens praticam quantidade insuficiente de atividades físicas

Organização Mundial da Saúde (OMS) lança plano de ação para reverter o quadro no mundo inteiro

Por Camila Junqueira, Gislene Pereira 6 jun 2018, 19h11

Praticar exercícios físicos é uma realidade cada vez mais distantes dos adolescentes. É o que alerta a Organização Mundial da Saúde (OMS): 80% das pessoas entre 11 e 17 anos, no mundo inteiro, não se exercitam conforme o recomendado pela Organização das Nações Unidas (ONU), que indica a média de 60 minutos diários de atividades moderadas a intensas.

  • Entre os adultos, 20% da população é considerada insuficientemente ativa pela OMS. A partir dos 18 anos, o ideal seria praticar 150 minutos de uma atividade física moderada por semana, ou 75 minutos de atividades intensas. Além disso, é indicado fazer fortalecimento muscular pelo menos duas vezes por semana.

    Para tentar reverter o quadro, a organização divulgou um plano para aumentar a prática de atividades físicas até 2030. Eles criaram uma campanha de conscientização contra o sedentarismo, intitulada “Sejamos ativos: todos, em todos os lugares, todos os dias”, para incentivar autoridades municipais a estimularem exercícios entre a população.

    Assine nossa newsletter e fique por dentro das últimas notícias de BOA FORMA

    Outra medida recomenda a ação de 20 áreas políticas que buscam promover uma sociedade mais saudável por meio da transformação de espaços públicos para incentivar a prática de exercícios nas cidades. Com locais pensados para a realização de caminhadas, esportes e recreação ativa, os adolescentes teriam mais oportunidades de adotar esse estilo de vida.

  • Combater o sedentarismo ajuda a prevenir doenças crônicas e metabólicas, como diabetes, além de melhorar muito a qualidade de vida. Se você se enquadra nas estatísticas da OMS, que tal usar as escadas no trabalho ao invés do elevador? É um bom começo para ter um cotidiano mais ativo.

    Continua após a publicidade
    Publicidade