“Sinto dor no quadril. O pilates é a melhor opção para tratar o problema?”

Quem responde a pergunta da leitora Beatriz Besen é o personal trainer Rafael Lund

Por Daniela Bernardi 14 jul 2018, 06h00

“Com certeza é uma delas, mas não a única. Na maioria dos casos, esse incômodo está relacionado ao excesso de impacto (quando a musculatura não sustenta a articulação). Por isso, tanto o pilates como os treinos de força tradicionais são boas opções. Ainda que ambos trabalhem glúteos e rotadores externos, o pilates ganha ponto extra por também melhorar a flexibilidade da região frontal do quadril.

  • No fim, a escolha depende do seu gosto, desde que você pratique a modalidade de duas a três vezes na semana. Só fique atenta aos estúdios de pilates que oferecem aulas em grupo, o que acaba dificultando um direcionamento mais específico ao seu problema”, responde Rafael Lund, mestre em ciência do esporte e o personal trainer de famosas como Deborah Secco e Flávia Alessandra.

    Publicidade