7 benefícios da musculação

A prática pode não ser a favorita de todos, mas seus benefícios são inegáveis

Por Amanda Ventorin Atualizado em 18 ago 2021, 14h51 - Publicado em 17 ago 2021, 09h00

Há quem ame e quem deteste musculação, porém com o passar dos anos nosso corpo passa por uma perda de fibra muscular (processo de sarcopenia) e de massa óssea (processo de osteopenia) e a prática da musculação pode desacelerar esse processo.

Ao “puxar ferro” ocorre o processo de hipertrofia, que aumenta o número de fibras musculares. “E alguns exercícios de musculação quando há compressão nos ósseos no sentido longitudinal do osso, a gente acaba estimulando a produção da massa óssea – consegue evitar este processo de osteopenia. É muito comum mulheres terem osteoporose, então a musculação auxilia as mulheres a evitar todos esses processos”, conta Lincoln Cavalcante personal trainer criador do método TOP10Rounds. 

Outro de seus diversos benefícios é que a musculação também tem um grande papel na produção de hormônios importantes, como a testosterona e de forma natural se consegue a produção destes hormônios com o treinamento da musculação, como o GH – grande importância da queima da gordura corporal e ajuda a evitar o efeito sanfona, para aqueles que buscam o emagrecimento.  Confira mais x benefícios da musculação 

1- Melhora da composição corporal

Segundo Guilherme Renke, endocrinologista e médico do esporte a musculação é uma grande aliada para quem busca por estética, pois os músculos bem trabalhados modelam o corpo e melhoram o aspecto da pele. 

2- Melhora a postura corporal

“A sustentação da coluna vertebral se dá através de músculos que precisam ser estimulados e fortalecidos, a musculação pode atuar nesse sentido, fortalecendo esses músculos e  promovendo uma melhor sustentação dessa região”, explica Tobias Campbell. 

Como consequência, o fortalecimento dos músculos do core (músculos paravertebrais e abdominais) pode previnir e diminuir dores nas costas. Segundo Lincoln, a coluna lombar é como se fosse um alicerce para o tronco. Então quando mais forte o tronco, menor as dores nas costas.

Continua após a publicidade

3- Emagrece

Engana-se quem acha que só aeróbico ajuda perder uns quilinhos. “A verdade é que os músculos são responsáveis por cerca de 80% da taxa metabólica basal, com isso, pessoas com musculatura bem trabalhada possuem metabolismo mais acelerado que outras” informa Guilherme. 

4- Melhora a densidade óssea

Guilherme explica que a perda de massa óssea é preocupante pelo maior risco de osteoporose e está muito associada à baixa massa muscular esquelética, que ocorre principalmente com o envelhecimento e é ainda mais preocupante no caso das mulheres devido à menopausa pela deficiência de estrogênio, um importante hormônio protetor dos ossos. “Os estudos mostram que o treinamento físico de resistência em média a alta intensidade é capaz de estimular o turnover muscular, assim como o ósseo, se estiver associado a bons hábitos alimentares e cessação de vícios como tabagismo, alcoolismo, assim como exposição solar para a manutenção dos níveis de vitamina D”, continua o médico do esporte. 

5- Melhora do metabolismo da glicose

“A musculação evita a resistência a insulina e sua evolução para diabetes já que é capaz de facilitar a entrada de glicose nas células independente do estímulo insulínico”, explica Guilherme. 

6- Evita doenças cardiovasculares

Guilherme também conta que a musculação é capaz de melhorar o condicionamento cardiorrespiratório, promovendo a diminuição dos níveis pressóricos. 

7- O impacto positivo na saúde mental

Lincoln explica que ao se exercitar, aumentamos a produção de alguns neurotransmissores como endorfina, serotonina e dopamina, que são hormônios que causam bem estar e acalmam o corpo. Tudo isso é benéfico para a mente, já que a pessoa se sente mais calma de forma natural, como modulação de humor, diminuição de ansiedade e redução do nível de estresse. Esses benefícios se dão pelo impacto da musculação na saúde em geral como melhora do sono. 

Os riscos da musculação

Apesar de seus diversos e inumeros benefícios, a musculação deve ser praticada com cuidado e aval médico. Lesões nas fibras musculares, articulações e outras complicações que podem surgir pela carga excessiva, ou um treino intenso quando não se tem o preparo e o condicionamento físico para o mesmo podem ser alguns dos riscos. Pré-lesões também dever ser estudadas de forma individual e por profissionais antes de começar a praticar a atividade. “Se a musculação for prescrita de forma orientada e individualizada, não tem malefícios. É claro que em caso de idosos, gestantes, criança ou adolescente o caso tem que ser estudado e individualizado”, finaliza Lincoln Cavalcante. 

Continua após a publicidade
Publicidade