Como prevenir e cuidar de dores musculares

A alimentação e o acompanhamento profissional são indispensáveis

Por Amanda Ventorin Atualizado em 26 nov 2021, 13h28 - Publicado em 4 dez 2021, 14h00

Quem aqui nunca achou que não ia conseguir andar um dia depois da academia? Ou ficou tanto tempo em uma posição que depois precisou de um analgésico para lidar com a dor? Apesar de ser comum, as dores musculares podem, muitas vezes, serem prevenidas e exigem certo cuidado.

COMO AS DORES SURGEM

O ortopedista David Gusmão explica que geralmente essas dores surgem após algum esforço físico mais intenso para o músculo ou atividades (não relacionadas a esporte/academia) que exijam muito das suas articulações. Além disso, ficar muito tempo na mesma posição – por exemplo, enquanto trabalha – também é um fator, já que pode causar um desalinhamento da postura, sobrecarregando os músculos.

COMO PREVENIR

  • na academia

Aqueles que decidem começar a praticar exercícios podem enfrentar dores musculares mais intensas nas primeiras semanas de exercícios. “O indicado é começar por atividades mais leves, de menor impacto e com repetições mais curtas para, aos poucos, acostumar as articulações com o novo ritmo de vida”. E não pule o aquecimento! Aquela caminhada de 15 minutinhos na esteira (ou em um local plano) é indispensável para fazer com que o sangue flua com mais liberdade, evitando que lesões se formem.

“Recomendo também ficar atento a respiração durante o treino. Quando o processo de inspiração e expiração é feito do jeito errado, ele compromete o desempenho do exercício e pode afetar os músculos”, conta o pneumologista Arthur Feltrin.

Continua após a publicidade

  • no trabalho

Para quem trabalha sentado ou na mesma posição por longas horas, recomenda-se evitar ficar sentado mais de 1 hora continuamente, sendo o ideal se levantar e movimentar a cada 30 minutos.

COMO TRATAR

  • descanso e hidratação

Caso a dor seja muito intensa, David aconselha descansar por um ou dois dias, para não sobrecarregar o corpo. Como rotina para o dia a dia, é essencial manter a hidratação constante.

  • magnésio

“Algumas pessoas se beneficiam com o uso de cremes ricos em magnésio ou até mesmo o uso de suplementos com magnésio, pois atuam como um relaxante muscular leve”, diz o profissional.

  • ajuda profissional

Claro, caso as dores sejam frequentes e não desapareçam com o tempo, é importante analisar e buscar a orientação de um profissional. 

  • alimentação

A alimentação pode ajudar e muito na hora de prevenir e cuidar das dores musculares.  A má alimentação não é a principal causadora de dores musculares porém, com o excesso de alimentos industrializados, refinados e inflamatórios, uma sobrecarga é criada no sistema digestivo hepático que consequentemente afeta o sistema muscular e articular, causando dores em regiões específicas do corpo, além do peso excessivo” explica David. Por isso, adotar uma nutrição balanceada é fundamental. Alimentos como frutas vermelhas em geral e peixes são uma ótima opção para quem sofre com dores pois são ricos em antioxidantes, anti-inflamatórios, fitonutrientes e ômega-3, respectivamente.

Continua após a publicidade

Publicidade