O que pensam as corredoras durante a prova

A longa distância percorrida em uma prova de corrida é o momento ideal para esvaziar a mente ou refletir sobre a vida, certo? Errado. Um estudo revela o que passa pela cabeça das esportistas durante o percurso

Por Daniela Bernardi - Atualizado em 28 out 2016, 11h24 - Publicado em 24 out 2015, 11h22

Engana-se quem acha que as maratonistas passam as quatro horas da prova refletindo sobre os dilemas da vida, como a briga com o namorado ou o novo projeto do trabalho. Um estudo da British Psychology Society garante que elas quase sempre estão pensando na própria corrida (e isso é ótimo!):

40% % do tempo – pace e distância
Não adianta queimar toda a energia nos primeiros quilômetros e desistir da prova antes mesmo da metade. Administrar a passada é uma ótima maneira para melhorar o desempenho. Mantenha o ritmo (use os treinos para aprender como sincronizar passos e tempo) e lembre-se dos momentos certos para tomar água.

32% do tempo – dores e incômodos
“Concentrar-se nos desconfortos tira o prazer da corrida e ainda os torna mais fortes”, explica o psicólogo esportivo Maurício Marques, de Porto Alegre. Em vez disso, lembre-se dos benefícios do esporte, como a perda de peso. Eles vão ajudar você a seguir firme enquanto as endorfinas (neurotransmissores ligados ao bem-estar) não chegaram à sua corrente sanguínea. “Faça um bom aquecimento e corrija a mecânica do movimento quando necessário”, orienta o fisioterapeuta Gustavo Lacreta, da Club Físio, em São Paulo.

28% do tempo – clima e paisagem
Não há problema em admirar o pôr do sol. Uma pesquisa da organização internacional The Nature Conservancy mostrou que, em contato com a natureza, 86% das mulheres sentiram que o stress diminui. Viva os passarinhos!

Continua após a publicidade
Publicidade