Por que você deveria treinar sua lombar

Responsável pela sustentação de carga, equilíbrio e movimento, uma lombar saudável significa melhor qualidade de vida

Por Amanda Ventorin Atualizado em 22 abr 2022, 09h58 - Publicado em 29 abr 2022, 10h00

Quem nunca pulou aquele exercício para a lombar no treino que atire a primeira pedra. Apesar de poder ser trabalhada de maneira secundária em diversos exercícios – como agachamento ou prancha isométrica -, muitos exercícios específicos para a região (hiperextensão de lombar, estou falando sobre você) são deixados de lado.

Mas uma lombar fortalecida impacta em diversas áreas da saúde corporal, já que ela é responsável pela sustentação de carga, equilíbrio e movimento. Mantê-la saudável, forte e funcional ajuda a prevenir lesões e as dores musculares.

O QUE É A DOR NA LOMBAR?

Conhecida como lombalogia, a dor na região chega a atingir 90% da população, cerca de 3 a cada 4 pessoas em todo o mundo e requer atenção, já que se os sintomas não forem tratados de forma correta podem prejudicar seriamente a qualidade de vida do indivíduo. “Existem várias razões que levam uma pessoa a ter uma dor lombar, mas as principais estão relacionadas a questões posturais no dia a dia, sedentarismo, ambientes estressantes, estresse emocional e até em execuções erradas de exercícios físicos. Dependendo do tempo de duração, essas dores podem ser classificadas como agudas ou crônicas”, explica o fisioterapeuta Bernardo Sampaio.

Diversas razões podem estar por detrás das dores na região: O processo de envelhecimento natural do corpo pode estar relacionados com algumas alterações que podem gerar dor, como por exemplo o aumento natural da rigidez articular, sendo um fator importante principalmente em pessoas acima de 60 anos de idade. Outro fator bem conhecido que pode estar associado a dores na região lombar são as hérnias de disco, já que a partir dos 35 anos de idade não é incomum sua presença, mesmo não apresentando sintomas, mas em alguns casos elas podem estar relacionadas com sintomas, principalmente dor lombar que irradia para as pernas.

Continua após a publicidade

SINTOMAS RELACIONADOS

  • Dor que se inicia de maneira súbita na região lombar;
  • Irradiação ocasional da dor para os glúteos e/ou coxas, até os joelhos;
  • A dor se agrava com o movimento, ao sentar-se, parar, levantar objetos ou inclinar-se;
  • A dor é aliviada com posições específicas;

A IMPORTÂNCIA DE SE EXERCITAR

De acordo com Lívia Rodrigues, fisioterapeuta da Blues, o ideal é sempre fazer os exercícios com supervisão de um profissional. “Por mais que a pessoa já tenha experiência com exercícios, ela pode compensar sem perceber. Os exercícios não devem causar dor no momento da execução, se acontecer algo está errado”.

Já aquela dor muscular que aparece de 24h a 48h após o exercício é normal, mas se ela não sumir sozinha também é um sinal de alerta. “Vale lembrar também, que dores crônicas na lombar não são impeditivo para realização de exercícios, pelo contrário, eles ajudam muito! Sempre com indicação profissional!” alerta.

 

 

Continua após a publicidade

Publicidade