11 alimentos para aumentar a imunidade

Chega de sofrer com as gripes e resfriados que aparecem no frio -- o que você coloca no prato pode proteger o organismo

Algumas coisas parecem que não mudam: é só o frio chegar, que as gripes e os resfriados aparecem junto com ele. Muita gente associa a estação do ano com uma diminuição na imunidade do corpo, mas especialistas garatem que não é bem assim que funciona. “O frio não tem relação direta com isso. O que acontece é que, com ele, as pessoas geralmente ficam mais suscetíveis ao desenvolvimento de doenças respiratórias e infecções, porque permanecem em ambientes fechados e secos por mais tempo”, explica a nutricionista Walquiria Aguiar da Silva, coordenadora do curso de Nutrição da Anhanguera de São Bernardo, unidade Rudge Ramos. 

E é claro que, com esses fatores em jogo, aqueles que já têm a imunidade baixa sofrem bem mais. “De uma maneira simples, ela é a resistência ou proteção do organismo contra doenças. É uma barreira formada por células de diferentes tipos e funções, como os anticorpos, responsáveis por eliminar as ameaças de agentes infecciosos e invasores externos (vírus, bactérias ou fungos)”, diz a nutricionista. Quando esse sistema começa a falhar e os anticorpos deixam de ser produzidos de forma eficaz, o corpo fica mais vulnerável.

Ok, já entendemos que caprichar nos cuidados com a imunidade pode nos ajudar a passar pelo inverno sem cair de cama. Mas como fazer isso? Walrquiria defende que a alimentação balanceada é uma boa alternativa. Com ela, garantimos a dose diária de vitaminas e minerais necessários para a proteção do nosso sistema imunológico. A nutricionista ainda destacou substâncias e grupos alimentares que você deve incluir no seu cardápio caso queira se sentir mais forte e disposta (e, consequentemente, menos doente): 

Alimentos para aumentar a imunidade 

Frutas cítricas

Jarra de suco de laranja com várias frutas cortadas e dois copos com canudo

 (badmanproduction/Thinkstock/Getty Images)

Laranja, acerola, kiwi, além de brócolis, couve e pimentão verde e vermelho são ricos em vitamina C, um antioxidante que aumenta a resistência do organismo.

Vegetais verdes

Espinafre

Alimentos como brócolis, couve e espinafre contém ácido fólico. O nutriente auxilia na formação de glóbulos brancos, responsáveis pela defesa do organismo, e que também podem ser encontrado no feijão, cogumelos e carnes.

Alimentos ricos em zinco

Carnes cruas em tábua

 (davidchukalexey/Thinkstock/Getty Images)

A substância deixa as células bem mais resistentes contra invasores externos, e pode ser encontrada nas carnes, cereais integrais, castanhas, sementes e leguminosas (feijão, lentilha, ervilha, grão de bico). 

Oleaginosas

mix de nuts

 (simonidadjordjevic/Thinkstock/Getty Images)

Além de zinco, as nozes, castanhas, amêndoas e óleos vegetais (de girassol, gérmen de trigo, milho e canola) são ricos em vitamina E, que aumenta a atividade das células e diminui a produção de radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento celular. 

Tomate

Tomates e molho de tomate

 (ALLEKO/Thinkstock/Getty Images)

O licopeno, encontrado no alimento, é um forte aliado para combater doenças cardiovasculares. Além de remover os radicais livres, que aceleram o envelhecimento celular e deixam o corpo mais propício a desenvolver doenças.

Ômega 3 

Salmão grelhado

 (jaroszpilewski/Thinkstock/Getty Images)

Presente no azeite e no salmão, auxilia as artérias a permanecerem longe de inflamações, contribuindo para a imunidade do corpo.

Selênio

Castanha do pará

 (rodrigobark/Thinkstock/Getty Images)

A castanha-do-Pará contém o mineral, que é um antioxidante e combate os radicais livres, melhorando a imunidade e acelerando a cicatrização do organismo.

Gengibre

Gengibre em rodelas e pedaços

 (Wavebreakmedia Ltd/Thinkstock/Getty Images)

Rico em vitaminas C e B6. E com ação bactericida, que além de ajudar a tratar inflamações da garganta, auxilia nas defesas do organismo. 

Iogurtes

Mulher comendo bowl com iogurte

 (goodmoments/Thinkstock/Getty Images)

 

O consumo regular recompõe as bactérias benéficas da microbiota intestinal. Esses microrganismos contribuem para aumentar a imunidade. O intestino saudável é capaz de separar o que não nos faz bem e absorver os principais micronutrientes, como as vitaminas.

Alho e cebola

alho

 (Saharosa40/Thinkstock/Getty Images)

O alho reduz e diliu o muco nos pulmões, sendo eficaz contra tosse persistente e bronquite. Por ser rico em vitamina A, C e E, alho é um forte aliado para reforçar o sistema imunológico.

Já a cebola é uma verdadeira fonte de benefícios: tem propriedades anti-inflamatórias, antivirais, antiparasitárias, antibacterianas e antifúngicas. É recomendada para afastar gripes, resfriados e infecções em geral.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Bianca Tavares

    Muito bom, indico a todos também

    https://www.aformulaemagrecer.com

    Descubra como eu perdi 16kg com o Livro Digital (E-Book) no site deles “20 Segredos para uma Dieta De Sucesso”

    Aproveite! BAIXE AGORA NO LINK EM AZUL É GRÁTIS E GARANTIDO!

    Curtir