6 mudanças no seu corpo que acontecem quando você se torna vegana

Seu corpo vai responder de um jeito diferente ao excluir alimentos de origem animal da dieta

1. Sofrer flutuação no peso

A tendência é que o ponteiro da balança desça, afinal, uma dieta rica em vegetais tende a ser menos calórica do que um cardápio recheado de carnes e laticínios. “Só fique atenta a tudo o que come, pois, quem é vegana acaba consumindo mais carboidratos”, alerta Alan Tiago Scaglione, nutricionista da Estima Nutrição, de São Paulo. Isso quer dizer que, se você cortar todos os produtos de origem animal, mas se jogar nas massas e em itens ricos em açúcar, o saldo pode não ser favorável.

2. Sentir mais fome

Isso acontece porque um cardápio rico em proteínas vegetais e carboidratos acaba sendo digerido mais rapidamente. Busque a orientação de um profissional para ajudá-la a montar o menu correto e com opções que tragam mais satisfação. “Caso contrário, você pode acabar ingerindo uma quantidade maior de alimentos que o necessário”, alerta o nutricionista.

Assine nossa newsletter e fique por dentro das últimas notícias de BOA FORMA

3. Melhorar o paladar

Algumas semanas sem junk food e opções de origem animal ricas em sal e gordura já são suficientes para que suas papilas gustativas passem a funcionar melhor. Isso significa que você vai encontrar uma sinfonia de sabores em cada prato e a apreciar as refeições como nunca havia feito antes.

4. Aumentar gases e inchaço

Nos primeiros dias de transição, seu corpo vai reagir à quantidade maior de fibras ingeridas e à presença de alguns elementos que antes não eram tão presentes no seu prato – como o enxofre, encontrado em legumes como brócolis e repolho. Uma vez que sua microbiota intestinal se acostumar, os gases e o inchaço vão embora.

Veja também

5. Ganhar energia

Quer mais pique para ir à academia? Saiba que sua disposição aumenta quase que imediatamente quando dispensa opções de origem animal. “A alimentação vegana prioriza itens mais leves e de fácil digestão, o que nos torna mais alertas durante o dia”, explica Alan. Ou seja, mais saúde e menos xícaras de café para ajudá-la a encarar as tarefas da rotina.

6. Apresentar deficiências nutricionais

Apesar de legumes carregarem uma série de nutrientes, pode ser que seu corpo sinta falta de algumas vitaminas e minerais. “É que alimentos de origem vegetal apresentam uma biodisponibilidade menor que itens de origem animal, ou seja, acabam sendo menos absorvidos pelo organismo”, conta Alan. A solução: faça exames regularmente para saber se é preciso suplementar algum nutriente.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s