Estudo aponta os alimentos que podem adiantar ou atrasar a menopausa

De acordo com pesquisa britânica, peixes e carboidratos refinados estão entre os ingredientes que interferem no fim da menstruação

A menopausa é um assunto delicado para as mulheres. Além dos sintomas clássicos – como irregularidade no ciclo menstrual, ondas de calor, dificuldade para dormir e irritabilidade –, o tempo em que ela acontece também pode afetar pra valer a saúde.

Veja também

Estudos já demonstraram que a menopausa precoce (antes dos 40 anos) está associada a maior risco de osteoporose e doenças cardiovasculares; se o climatério é tardio, aumenta a probabilidade de cânceres de mama, ovário e endométrio.

Mas o que determina o fim da vida fértil de uma mulher? Genética, estilo de vida… e a alimentação. Pelo menos é o que aponta um estudo da Universidade de Leeds, na Inglaterra, publicado nesta segunda-feira (30) no periódico científico Journal of Epidemiology and Community Health.

Para o artigo, os cientistas analisaram a dieta, a saúde e o histórico reprodutivo de 14 150 mulheres que vivem no Reino Unido. Quatro anos depois, as informações das voluntárias foram avaliadas novamente para investigar quem havia entrado na menopausa de forma natural – isto é, sem a interferência de cirurgias, tratamentos ou tumores.

Em média, as participantes chegaram ao climatério aos 51 anos de idade. Mas o que chamou a atenção dos pesquisadores foi a influência da alimentação: aquelas que ingeriam mais peixes oleosos (como sardinha, atum e salmão) e legumes frescos entraram na menopausa três anos mais tarde do que a média; já as que abusavam de massas e grãos refinados se mostraram mais propensas a chegar nessa fase um ano e meio antes das outras participantes.

Segundo Yashvee Dunneram, principal autor do estudo, esse é o primeiro trabalho a investigar tal relação em larga escala. Embora seja preciso pesquisar ainda mais afundo a questão, os especialistas acreditam que essas informações são muito valiosas.

Assine nossa newsletter e fique por dentro das últimas notícias de BOA FORMA

“Um entendimento claro de como a dieta afeta o início da menopausa vai beneficiar aquelas que precisam de ajuda ou que têm histórico familiar de complicações nesse período”, acredita Janet Cade, coautora do artigo.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s