Como lavar frutas e verduras do jeito certo

Consultamos uma nutricionista para saber a maneira correta de eliminar micro-organismos dos vegetais que comemos no dia a dia

Você se preocupa em higienizar as frutas, os legumes e as verduras que compra na feira? Atenção: pode ser que você esteja fazendo isso de forma errada (ou insuficiente).

Os alimentos que vêm de cultivos em campos abertos costumam ter micro-organismos e pesticidas que podem colocar a saúde em risco. A nutricionista Daniele Maffei, que desenvolve estudos na área para o Centro de Pesquisas em Alimentos (FoRC) da Universidade de São Paulo (USP), explica: “Há contaminação no contato com solo, adubo, água de irrigação ou fezes de animais presentes no campo”.

 

 

Mas dentre tantos métodos de limpeza, como saber qual é o melhor? O detergente, certamente, não é um deles. “Ele não tem atividade antimicrobiana e seus resíduos causam transtornos gastrointestinais e até alergias”, alerta Daniele. Para a pesquisadora, o cloro diluído em água é a solução mais eficaz, melhor até do que receitas com vinagre e bicarbonato de sódio.

Se você costuma comer orgânicos, saiba que eles também precisam ser lavados. “Embora sejam cultivados sem o uso de agrotóxicos, não significa que estejam livres de elementos nocivos”, pondera a nutricionista.

Assine nossa newsletter e fique por dentro das últimas notícias de BOA FORMA

Boas práticas

  • Lave frutas e hortaliças separadamente para evitar a chamada contaminação cruzada;
  • Alimentos com casca precisam passar pela escova ou buchinha (destinada somente para esse uso) para a retirar sujeira superficial. Depois, enxague em água corrente potável;
  • Verduras folhosas devem ser deixadas de molho por 15 minutos em uma solução clorada (1 col. de sopa de água sanitária para cada litro de água). Produtos à base de cloro próprios para isso também podem ser usados de acordo com as instruções do rótulo;
  • Se quiser higienizar os ingredientes antes de guardá-los na geladeira, sem problemas. Só é preciso retirar bem o excesso de água para que não estraguem rapidamente. “No caso das folhas, seque em centrífugas apropriadas, disponíveis no mercado. Para frutas e legumes, utilize papel-toalha”, ensina.

 

 

Torneira tecnológica

Pensando na praticidade de quem tem uma rotina muito corrida, hoje em dia já existem até torneiras que prometem acabar, em apenas 30 segundos, com micro-organismos perigosos presentes nos alimentos. A DocolOzônio, por exemplo, libera água ozonizada, que possui ação esterilizadora e acaba com até 99% das bactérias e 75% dos agrotóxicos. E o melhor: o gás que é misturado não faz mal para a saúde e nem para o ambiente.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s