Jovens com pele morena têm mais risco de se queimar no sol

Segundo estudo americano, pessoas com idades entre 18 e 29 anos com mais melanina tendem a usar menos protetor solar

Por Redação Boa Forma - Atualizado em 27 mar 2017, 15h23 - Publicado em 1 mar 2017, 17h02

É comum ver mulheres morenas ou negras se gabarem por não precisarem de tanto protetor solar quanto suas amigas branquinhas. Você faz parte dessa turma? Mude já esse pensamento! Os dermatologistas alertam: todo mundo deve se proteger contra o sol. E um novo estudo reforça essa recomendação.

A pesquisa – publicada recentemente no Jornal da Associação Americana Osteopática – envolveu 437 homens e mulheres que vivem na Flórida, nos Estados Unidos, um dos estados mais ensolarados. Os participantes responderam a questionários sobre seu histórico dermatológico e seus conhecimentos, atitudes e comportamentos em relação à exposição ao sol.

Leia mais: Guia do protetor solar

“Nós ficamos surpresos com alguns resultados e não tão surpresos com outros”, comentou ao site Yahoo Sergey Arutyunyan, líder da investigação. Um dos achados mais preocupantes do trabalho foi que pessoas jovens – com idades entre 18 e 29 anos –, que têm pele com mais melanina e que não se identificam como brancas são as mais propensas a sofrer queimaduras solares.

“Elas podem pensar que estão naturalmente protegidas contra os danos causados pelo sol, o que não é verdade”, analisa Arutyunyan. Ele alerta que é necessário pensar em programas de prevenção para mudar essa postura e reduzir o risco de melanoma – o tipo de câncer de pele mais agressivo e o mais comum em mulheres jovens.

Continua após a publicidade

Fique por dentro: A importância do autoexame para identificar o câncer de pele

Tempo de exposição

Os estudiosos também notaram que há quem deixa de se proteger por não saber quanto tempo ficará sob a radiação solar. “Muitos pensam ‘eu não preciso de protetor ou de chapéu – vou sair rapidinho’”, disse Arutyunyan ao Yahoo. “Mas, se você está exposto ao sol muito quente e sem proteção, meia hora já é suficiente para causar uma queimadura”, adverte.

Entenda: Como escolher o melhor protetor solar para você

Para o estudioso, as redes sociais e os aplicativos podem ser ferramentas úteis para promover cuidados com a pele e estratégias de prevenção a tumores dermatológicos. E, na opinião dele, até os famosos têm um papel importante nisso. “Esperamos que atores, atrizes, celebridades e influenciadores digitais venham a público dizer ‘vou aderir à proteção solar e manter minha pele o mais jovem e saudável que eu puder’”, afirmou.

Mas vamos combinar: não precisa esperar esses exemplos para incluir o filtro solar na sua rotina, não é mesmo? Pensar na sua saúde em curto e longo prazo deve ser motivação suficiente para você querer cuidar de si mesma.

Continua após a publicidade
Publicidade