O que acontece quando você não usa protetor em dias nublados

Seu produto fica encostado nos dias em que o sol não está forte? Descubra o que pode acontecer com sua pele e sua saúde

Por Giulia Granchi, Gislene Pereira Atualizado em 17 fev 2020, 15h08 - Publicado em 29 ago 2017, 18h32

Que atire a primeira pedra quem nunca saiu sem passar protetor solar quando viu que o astro-rei não estava, digamos, tão radiante. Segundo pesquisa da Consulfarma e do IPUPO Educacional, mais da metade da população (65%) não utiliza o produto em dias nublados.

Apesar de o assunto já ter sido muito discutido e sabermos que não é ideal deixar nossa casa sem proteção, às muita gente acha que, pelo fato de o dia não estar no clima do verão carioca, é OK deixá-la de lado — só que não! De acordo com o dermatologista Sergio Schalka, diretor clínico da Medcin Pesquisa Clínica e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, a radiação está presente – e pode causar danos – TODOS os dias, não importa a temperatura que o termômetro marca ou se o céu está cinzento. “A nuvem filtra parte dos raios solares, mas não tudo. As radiações são invisíveis, então, só pelo fato de não conseguirmos vê-las, não significa que não estejam chegando até nós”, explica.

Veja também: Cuidado: a forma como você se protege do sol pode estar errada

PROCESSO

A radiação solar cruza silenciosamente as nuvens. Nossa pele tem moléculas que a absorvem e iniciam alguns processos nocivos à nossa saúde, sendo os mais comuns:

Inflamações

A radiação UVB, por exemplo, danifica o DNA das células da pele. “Além de queimaduras, no longo prazo, ela pode causar câncer de pele”, esclarece Sérgio.

Geração de radicais livres

Continua após a publicidade

Em excesso, essas moléculas são tóxicas ao nosso organismo. Os radicais passam a agredir estruturas importantes como o colágeno, causando o envelhecimento da pele (incluindo rugas e manchas ).

Alteração de imunidade

Os raios solares também baixam a imunidade da pele, abrindo uma porta para infecções como herpes. As alterações podem ter uma duração curta, mas se a exposição se repetir dia após dia, elas demoram mais a sarar.

COMO AGIR

O fato de não ganharmos o tão valorizado bronzeado não quer dizer que as radiações solares não estão alcançando nosso corpo. Por isso, mesmo nos dias nublados e chuvosos, não deixe de lado o protetor solar mais adequado para você – afinal, ele tem o poder de manter a pele jovem por mais tempo e prevenir doenças!

MEDIDA CERTA

Na dúvida de quanto produto adicionar, a dica do médico é medir por colheres de chá:

Rosto e pescoço : 1 colher
Braços: 1 colher (para cada lado)
Pernas: 2 colheres (para cada lado)
Dorso e tronco: 2 colheres

 

Fique por dentro de tudo o que rola no mundo fitness com a newsletter da BOA FORMA

  • Continua após a publicidade
    Publicidade