Veja como o ácido glicólico é uma alternativa para pés ressecados

Conhecido por estimular a renovação celular, o ácido glicólico é um aliado no tratamento da região

Por Marcela De Mingo Atualizado em 21 jul 2022, 16h05 - Publicado em 26 jul 2022, 08h00

O ácido glicólico é um aliado na rotina de skincare de muitas mulheres, mas ele também pode ser utilizado em outras áreas do corpo, como os pés! Pois é, uma nova tendência em tratamentos usa a substância para tratar, principalmente, da pele super ressecada dessa região. 

O QUE É O ÁCIDO GLICÓLICO?

“O ácido glicólico é um alfa-hidroxiácido, obtido a partir da cana de açúcar e outros vegetais doces”, explica a farmacêutica especializada em beleza e bem-estar, Claudia Souza, sócia da Dermatus. “Por ser uma molécula pequena, o ácido glicólico é o mais potente dos AHAs e possui excelente poder de absorção pelo estrato córneo na pele, onde gera um desarranjo da queratina através de uma ação esfoliante, acelerando o processo da renovação celular – a sua principal função.”

 

QUAIS OS BENEFÍCIOS DO ÁCIDO GLICÓLICO? 

De acordo com a farmacêutica, esse ácido é pH dependente o que significa que, por meio de uma ação química direta, ele remove as células mortas da superfície da pele e gera uma resposta biológica imediata das camadas mais profundas da epiderme, acelerando a renovação celular. 

Em termos mais diretos, ele traz uma série de benefícios à saúde da pele: 

Por conta dessas vantagens, ele pode ser utilizado de muitas maneiras em produtos de cuidados com a pele, com concentrações de até 10%, mas também em peelings químicos feitos por dermatologistas, em concentrações que variam de 30 a 70%. 

Continua após a publicidade

Aliás, uma vez que promove uma esfoliação importante e acelera o processo de renovação celular, ele é utilizado em muitas alterações estéticas, como: 

  • No tratamento de hiperpigmentações (manchas escuras)
  • Ao eliminar a melanina acumulada (manchas de sol, melasma), proporcionando uma pele mais uniforme
  • Na prevenção e no tratamento de rugas
  • No controle da oleosidade
  • No tratamento de estrias
  • Na hidratação e revitalização da pele do corpo

“O ácido glicólico é uma ótima ferramenta para reverter sinais do envelhecimento (rugas, manchas, aspecto geral da pele), uma vez que ao acelerar a renovação celular, promove uma camada nova de células na superfície da pele, dando um aspecto mais saudável, uniforme, de muito viço e mais firme”, explica Claudia. “Esse efeito do ácido glicólico é muito importante para o tratamento e a reversão do envelhecimento, uma vez que, com o passar dos anos, nossa taxa de renovação celular (turnover celular) cai consideravelmente, o que resulta em muitos dos aspectos relacionados à saúde e aparência geral da pele.”

ÁCIDO GLICÓLICO NOS PÉS

Como visto acima, o ácido glicólico tem um papel importante na renovação celular, por isso, pode ser essencial no tratamento de pés ressecados. Esse ressecamento excessivo da região acontece, muitas vezes, por conta do atrito constante, gerando até mesmo rachaduras nos calcanhares. 

“A função do ácido glicólico é a de promover uma esfoliação química, sem ressecar, refinando a pele, além de hidratar e suavizar as fissuras”, explica. 

A longo prazo, a ação renovadora e hidratante desse ácido é eficaz para reverter os casos de fissuras plantares, além de contribuir para a melhoria da textura e maciez da pele nessa região. 

Ou seja, o uso do ácido glicólico no tratamento dos pés ressecados é seguro e não tem contraindicação – e a recomendação da farmacêutica para o dia a dia é de um creme ou loção cremosa com o ácido na concentração de até 10%. Legal, né? 

Continua após a publicidade

Publicidade