5 coisas que acontecem no seu corpo durante a dieta cetogênica

Ela é uma das queridinhas de quem quer emagrecer, mas será que você sabe o que a falta de glicose e os baixos níveis de fibra causam em seu organismo?

É dos carboidratos que tiramos nossa principal fonte de energia num processo bem simples: ao consumir um alimento rico no macronutriente, a insulina, hormônio responsável pela regulação da glicemia, se encarrega de transportar o açúcar para dentro das células. Acontece que quem aposta na dieta cetogênica limita a fonte desse combustível, fazendo com que o organismo utilize seus próprios depósitos de gordura para gerar energia.

Leia mais: Dieta Cetogênica: perca até 5kg por semana restringindo os carboidratos

Isso é o que chamamos de cetose. Nesse caso, o fígado passa a produzir cetonas, um composto orgânico que utiliza ácidos graxos (gordura) como matéria-prima para alimentar nossas células, o que acaba reduzindo os estoques gordurosos do corpo –ou seja, você diminui alguns números no manequim.

Junto da aparência mais enxuta, uma série de mecanismos internos também são modificados. Entenda um pouco mais sobre o que acontece no seu corpo quando você suspende a ingestão de carboidratos.

1. Seus níveis de insulina caem

Sem nossa principal fonte de energia circulando pela corrente sanguínea, não há necessidade de a insulina entrar em ação. Isso significa que os ácidos graxos acabam sendo liberados mais facilmente dos depósitos de gordura já que o corpo entende que precisa encontrar uma fonte secundária de energia. É por isso que a dieta cetogênica proporciona uma boa perda de peso logo nas primeiras semanas.

2. Você sente menos fome durante o dia

Nos primeiros três dias a vontade de comer pode parecer insuportável. “Mas quando o organismo entende que você não está mais usando a glicose para alimentar as células, aí a sensação de fome diminui”, explica Letícia Fontes, nutróloga da Clínica MEI, em São Paulo. Além disso, reforçar o consumo de proteína também garante mais saciedade ao longo do dia.

Leia mais: Dieta Cetogênica: nova aposta para quem já tentou quase tudo e não consegue emagrecer

3. É capaz que você sinta-se mal

A transição do uso da glicose para a cetona pode acabar desencadeando alguns efeitos colaterais, como dores de cabeça, náuseas, cãibras e cansaço excessivo. Funciona como uma crise de abstinência de carboidratos, por assim dizer, mas apenas por algumas semanas.

4. O mau hálito pode dar as caras

Isso acontece devido à formação de cetonas no fígado. “O excesso desse composto acaba sendo eliminado pela respiração, sendo responsável pelo odor na boca”, explica Letícia.

Leia mais: Mau humor por causa da dieta? Aprenda a driblar a situação

5. A constipação pode se tornar uma realidade

A dieta cetogênica geralmente contempla um cardápio rico em alimentos gordurosos e pobre em fibras, o que pode causar um certo desconforto quando se trata das idas ao banheiro. Para evitar a dor de cabeça – ou melhor, de barriga – adicione ao menu um suplemento de fibras com baixo teor de carboidratos.

Fique por dentro de tudo o que rola no mundo fitness com a newsletter da BOA FORMA

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s