Cardápio rico em prebióticos e probióticos para turbinar a saúde e a dieta

Este menu é bem abastecido de bactérias que vão manter seu intestino (e seu corpo) em ordem

Por Cristina Nabuco (colaboradora) Atualizado em 2 jul 2018, 08h50 - Publicado em 2 jul 2018, 08h48

A ciência está desvendando cada vez mais vantagens em seguir uma dieta que forneças boas doses de prebióticos, probióticos e até posbióticos – bactérias que agem no intestino e contribuem para um corpo mais saudável (e mais magro também). A seguir, confira um cardápio sugerido pela nutricionista Eliane Tagliari, de Curitiba, para se manter abastecida desse exército poderoso.

  • Cardápio rico em prebióticos e probióticos

    Café da manhã

    • 1 copo (200 ml) de suco verde (couve com maçã e hortelã)
    • 1 prato (sobremesa) de fruta picada (mamão, pera, abacaxi ou abacate)
    • Omelete (clara e gema) com salsa e cebolinha

    Lanche da manhã

    • 5 castanhas de caju e 2 amêndoas
    • 1 banana-prata pequena

    Almoço

    • Salada: folhas verdes variadas e abobrinha crua à vontade com molho pesto (ou azeite extravirgem e limão)
    • 2 rodelas grossas de berinjela grelhada com tomate picado
    • 3 col. (sopa) de purê de batata-doce
    • 1 porção pequena de frango orgânico cozido com molho de tomate orgânico
  • Lanche 1

    • 2 fatias de melão com raspas de limão-siciliano
    • 1 garrafinha (300 ml) de kombucha (ou kefir de água com suco de uva)

    Lanche 2

    • 1/2 avocado (ou 2 fatias grandes de abacate) polvilhado com 4 amêndoas picadas e canela em pó

    Jantar

    • Salada: folhas verdes à vontade com 1 fatia de manga cortada em tiras, temperada com vinagre, azeite extravirgem e pouco sal
    • 1 prato (sobremesa) de shiitake refogado com azeite (ou óleo de coco) e polvilhado com salsa
    • 4 col. (sopa) de quinoa (ou arroz integral) com legumes
    • 1 col. (sopa) de chucrute (repolho azedo)

    Assine nossa newsletter e fique por dentro das últimas notícias de BOA FORMA

    Lembretes extras

    mulher comendo iogurte com frutas
    belchonock/Thinkstock/Getty Images
    • Prefira os iogurtes probióticos na versão natural, sem açúcar e corantes. E,
 se possível, prepare em casa a kombucha,
 o kefir, o kimchi ou o chucrute.
    • Não use antibióticos sem orientação médica – eles matam as bactérias aliadas em poucos dias. Se seu médico achar que o remédio é mesmo necessário, aumente o consumo de alimentos com probióticos ou recorra às versões em sachê (à venda em farmácias), diluídas em água, suco ou iogurte.
    • Treine, medite, relaxe… Crie meios de administrar o stress – inimigo das bactérias que reforçam as defesas do corpo.
    Continua após a publicidade
    Publicidade