Ciclo circadiano: existe horário ideal para acordar, dormir e comer?

O ciclo circadiano é uma função natural do corpo que regula as funções corporais. Veja como trabalhar a seu favor.

Por Marcela De Mingo Atualizado em 30 set 2021, 15h28 - Publicado em 9 out 2021, 08h00

O corpo humano é como uma planta. O que você entende por essa afirmação? Acredite, ela faz mais sentido do que você imagina, já que o corpo humano, assim como as plantas, segue um ciclo chamado circadiano e que, quando acompanhado, pode melhorar muito o seu bem-estar e a sua saúde. 

O que é o ciclo circadiano? 

Vamos, primeiro, entender o básico: o que é o ciclo circadiano? Segundo Esthela Oliveira, médica do esporte e membro titular da Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte, o ciclo circadiano é um mecanismo próprio do nosso corpo, que se regula no período de 24 horas entre o dia e a noite. “É um ritmo biológico e natural do organismo. A partir dele, nossos processos fisiológicos são comandados para que nosso corpo consiga acordar, sentir fome, estar ativo, ficar com sono, e assim por diante”, explica.

Pense assim: o ciclo circadiano é como se fosse um relógio interno que todo mundo carrega. Ele estabelece o ritmo do corpo pelo período de 1 dia, regulando as atividades tanto diurnas quanto noturnas. “Quando saímos da rotina, mudando o horário das refeições ou alterando o horário de dormir e acordar, esse ciclo interfere em todas as atividades diárias”, explica a médica. “Estudos indicam que os distúrbios pelos quais passamos em nossas vidas, sejam eles alimentares, o estresse do dia a dia ou a privação de sono, podem acarretar sérios desequilíbrios hormonais”. 

Qual o melhor horário para acordar, comer, malhar e dormir? 

Entendido isso, surge a pergunta: será que existe um horário ideal para fazer qualquer atividade do dia? Segundo o ayurveda, com certeza! Acordar com o nascer do sol e desacelerar (incluindo deixando as telas de lado) quando ele se põe é um dos princípios dessa ciência milenar. 

Estudos de institutos renomados, como o Salk, nos Estados Unidos, indicam que existe, também, algumas janelas de horários ideais para algumas atividades: a alimentação deve ser limitada às primeiras 8/10 horas do dia, para dar tempo o suficiente ao nosso organismo para digerir a comida, descansar e se recuperar. 

Continua após a publicidade

Obviamente, cada caso deve ser avaliado de forma individualizada e por um profissional capacitado, até porque as pessoas têm rotinas e até necessidade fisiológicas diferentes. 

Ainda assim, a médica dá algumas dicas para preservar o ciclo circadiano: 

  1. Evite substâncias que afetem o sono após às 16h (como café e álcool);
  2. Tente manter um horário fixo para dormir, todos os dias;
  3. Busque se expor a luz solar durante o dia, já que a vitamina D é muito importante para regular muitas funções do organismo;
  4. Evite luzes artificiais ao se deitar, ou seja, vale a pena investir em uma rotina de higiene do sono. 

Quais os benefícios de cuidar do ciclo circadiano? 

Como você deve imaginar, os benefícios para isso são muitos. Como esse ciclo natural regula, por si só, muitas funções corporais, trabalhar a esse favor só pode ser benéfico também, certo? 

Mas, para ter em mente, uma rotina alinhada com o ciclo circadiano ajuda a regular a temperatura corporal, equilibra os níveis de açúcar e de hormônios no corpo, e garante a manutenção do sistema de regeneração e reparação celular. 

Por outro lado, manter uma rotina desalinhada com esse ciclo tem efeitos nocivos à saúde, atrapalhando as atividades rotineiras e alterando o humor. “A desregulação do ciclo circadiano pode causar problemas como depressão, ansiedade, sonolência diurna, redução do desempenho no trabalho, maior propensão a acidentes, falta de agilidade mental e aumento do risco de diabetes e obesidade”, finaliza. 

Continua após a publicidade
Publicidade