4 dicas do Ayurveda para lidar com o cansaço extremo

A prática milenar vê o cansaço como um reflexo de desequilíbrio entre os doshas que regem o corpo e a mente humanos

Por Marcela De Mingo Atualizado em 18 jun 2021, 13h02 - Publicado em 20 jun 2021, 09h00

Estamos todos cansados, certo? Pelo menos, é isso que dizem as pesquisas e postagens nas redes sociais. Com mais de um ano de pandemia rolando no Brasil, o que vemos é um cansaço crônico: seja físico, mental ou emocional. E como descansar propriamente e recobrar as energias, quando a sensação é que estamos sendo atropelados pelos dias repletos de tarefas e reuniões de Zoom? Entra aí o Ayurveda

Para quem não conhece, o Ayurveda é uma técnica milenar de medicina preventiva, originária da Índia, que vê o ser humano como uma entidade múltipla, composto por corpo, mente e emoções. Uma pessoa saudável, segundo o Ayurveda, é saudável mental, física e emocionalmente e, por isso, a prática promove a saúde a partir de uma série de direcionamentos que conectam o corpo ao ambiente e a natureza. O ponto principal é que essa conexão se dá através dos três doshas, Vata, Kapha e Pitta, que atuam de diferentes formas no corpo, na mente, nos horários do dia e até nas estações do ano. 

Como essas forças funcionam, pode variar de pessoa para pessoa. Você pode ter um sono Vata e uma alimentação, Kapha, por exemplo, mas, independentemente disso, a saúde vem do equilíbrio entre os três. Diz a comunidade ayurvédica que o cansaço extremo, a fadiga, é um desequilíbrio da força Vata, o que pode causar insônia, ansiedade, pele e unhas ressecadas, inchaço, confusão mental… Algum desses sintomas soa familiar? 

Se esse é o seu caso, veja como o Ayurveda soluciona o cansaço: 

1. Crie uma rotina (inclusive de descanso)

O desequilíbrio de Vata causa distração em excesso, além de falta de foco, o que significa que montar uma rotina pode ajudar a gerar a estrutura necessária para cumprir com as tarefas do dia de forma organizada. De acordo com o médico ayurvédico Suhas Kshirsagar, autor de ‘Mude seus Horários, Mude sua Vida, o principal é ter um horário certo para dormir e acordar – ele explica, na obra, que acordar com o nascer do sol e dormir antes das 22h30, seguindo o ciclo circadiano, é o ideal. No entanto, essa não é uma possibilidade para muita gente, por isso, opte por horários que funcionem para você. O mesmo vale com o horário das refeições! Isso porque essa agenda será a base para a sua rotina. 

2. Pratique atividades leves

Por mais que o exercício físico seja importante, em dias quando o cansaço pesa, essa é a última coisa que queremos fazer. O ideal, de acordo com o ayurveda, é optar por uma atividade mais leve, mas que ajude você a se firmar no chão, a se conectar com o ambiente e o espaço que você está habitando. O yoga é sempre uma boa escolha, com asanas e modalidades que ajudam a alongar e aquecer o corpo (Vata em desequilíbrio gera muito frio), ao mesmo tempo que traz um pouco mais de aterramento e contato com o momento presente. O indicado é praticar essas atividades, quaisquer que sejam, logo de manhã, depois de acordar. 

3. Inclua práticas de meditação e respiração no seu dia

Respirar é tão importante – essencial, não é mesmo? -, mas muitas vezes esquecemos de respirar corretamente e dar tempo ao corpo para lidar com as trocas geradas por essa ação tão simples e tão indispensável. Incorporar pequenos momentos de meditação ou exercícios de respiração no seu dia a dia, ajuda a combater o estresse e a ansiedade e mantém a mente concentrada no momento presente por mais tempo. 

4. Repense a sua dieta

Vata é regido pelo ar, o que significa que quando está em desequilíbrio, o seu excesso pode gerar gases e inchaço. O truque, então, é rever a dieta e evitar alimentos crus ou frios, como saladas ou vitaminas, e substituí-los por alimentos quentes – pense em legumes cozidos, sopas, pratos com base de arroz, etc. Apostar em frutas mais encorpadas, como banana, manga e abacate também podem ajudar com esse desequilíbrio generalizado. 

Vale a pena também separar momentos do seu dia ou da sua semana para investir em passatempos ou atividades que gerem prazer. É uma forma, segundo o Ayurveda, de nutrir a mente tanto quanto o corpo, colocando o foco em atividades que são interessantes e engajantes. 

Continua após a publicidade
Publicidade