Usar o celular influencia diretamente seu desempenho na academia

Trocar mensagens enquanto malha atrapalha o equilíbrio e diminui a intensidade do treino

Por Caroline Randmer Atualizado em 16 fev 2017, 20h17 - Publicado em 16 fev 2017, 12h38

Não dá para negar que os aparelhos celulares ocupam um lugar importante em nossas vidas – seja na hora de resolver um problema de trabalho depois que você já saiu do escritório seja para relaxar enquanto checa as redes sociais e conversa com os amigos. Já estamos tão acostumadas a essa rotina que, ao sair de casa, a única coisa que não pode faltar é o telefone na bolsa. Acontece que nem sempre mantê-lo por perto ajuda – aliás, quando se trata de fazer exercícios, ele pode até atrapalhar.

Leia mais: Seu celular pode se tornar uma arma contra o mosquito da dengue

Um estudo publicado no periódico Performance Enhancement & Health descobriu que mandar mensagens de texto e falar ao telefone durante a atividade física compromete o equilíbrio e a estabilidade em até 45%, favorecendo lesões e quedas durante os treinos.

Uma outra pesquisa divulgada no periódico Computers in Human Behavior também mostrou que o envio de SMS no meio do exercício reduz a intensidade com que a pessoa realiza a atividade durante em pelo menos 50% do tempo em que ela está se exercitando. “Além disso, com o uso frequente do celular, os descansos entre as séries ficam mais prolongados, o tempo de treino aumenta e o corpo esfria, fatores que comprometem o resultado das sessões”, alerta André Trombini, educador físico da Bodytech Iguatemi, em São Paulo.

Veja: Mexer no celular durante as refeições faz você comer mais

Então já sabe: nada de ficar conversando com a lista inteira do WhatsApp enquanto malha. Em vez disso, coloque uma playlist animada (usar o aparelho para ouvir música não atrapalha o treino, palavra da ciência!) e esqueça a tela do celular por um tempo – pelo menos até sair da academia.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade