Elevação pélvica sapo (borboleta): o exercício inusitado para os glúteos

Ele não é tão conhecido, mas é ótimo para trabalhar o bumbum

Por Giovana Santos Atualizado em 13 abr 2022, 14h51 - Publicado em 5 Maio 2022, 10h50

Por mais que você treine há anos, dificilmente conhecerá todos os exercícios de todas as regiões do corpo, não é mesmo? A elevação pélvica sapo (ou borboleta, como algumas pessoas conhecem) é um ótimo exemplo de movimento um tanto quanto esquecido nas academias, mas que pode ser ótimo para trabalhar a região do bumbum.

“É um exercício que visa trabalhar a musculatura do glúteo. Quando bem executado, é um excelente aliado no ganho muscular da região. Além disso, essa atividade atua como um complemento para os treinamentos de posterior. Apesar de simples, o movimento requer muita atenção”, alerta Waldyr Maciel, educador físico e Coordenador técnico da academia Les Cinq Gym.

O QUE É A ELEVAÇÃO SAPO

Ela é bem parecida com a elevação pélvica tradicional. Contudo, em vez de manter as duas solas dos pés apoiadas no chão, na variação sapo você as junta. A força para subir o quadril, então, será concentrada dos tornozelos.

Alguns benefícios incluem:

  • Não necessita de aparelhos para a execução;
  • Trabalha glúteos e músculos posteriores da coxa (parte de trás);
  • Seu abdômen também é acionado.

COMO FAZER A ELEVAÇÃO SAPO

  1. Deite-se no chão ou em um tapete de barriga para cima. Mantenha os braços ao lado do corpo, e certifique-se de que toda a coluna esteja encostada no chão;
  2. Junte as solas dos pés até que se toquem. Seus joelhos abrirão para os lados;
  3. Então, concentre a força na região dos pés que estão apoiadas no chão para subir;
  4. Retorne lentamente e repita.
Continua após a publicidade

Publicidade