Intensifique seu treino com exercícios no bosu!

Equipamento exige equilíbrio e concentração. Saiba mais

Por Giovana Santos 23 dez 2021, 12h20

Você já ouviu falar no bosu? Popularmente chamado de meia-bola, o equipamento é bem isso mesmo: uma base estável com metade de uma bola de pilates sobre ela (de material flexível e preenchida com ar). “É possível usar a parte estável para baixo ou para cima, tudo depende do objetivo. A principal vantagem do bosu é que ele traz instabilidade para o movimento, o que aumenta a dificuldade”, explica o profissional de educação física Lucas Florêncio, gerente técnico do Grupo Smart Fit.

E o melhor de tudo é que dá para trabalhar o corpo todo com ele. “Dá para fazer, por exemplo, agachamentos e flexões de braço, assim como exercícios de equilíbrio e propriocepção [consciência corporal]”, complementa o especialista.

O core também pode ser exigido com a prancha: em vez de fazer o movimento no chão, você apoia no equipamento, o que aumenta o grau de complexidade. Confira alguns exemplos a seguir:

Exercícios no bosu

  • Prancha

Coloque a parte instável no chão. Ao realizar a prancha, apoie as duas mãos nas extremidades na parte estável. Lembre-se de manter o abdômen contraído e o corpo reto.

  • Agachamento unilateral

Coloque a parte estável no chão. Apoie uma das pernas no bosu e a outra no chão. Agache e, ao subir, tire a perna do chão e tente levantá-la.

  • Afundo

Coloque a parte estável no chão. Apoie uma das pernas no bosu e a outra no chão, ficando de costas para o equipamento. Dobre as pernas até seus joelhos formarem ângulos de 90°.

  • Ponte unilateral no bosu

Deite de barriga para cima e coloque a parte estável do bosu no chão, dobrando as pernas e apoiando os dois pés nele. Levante uma das pernas em direção ao teto. Com a outra perna, faça força para levantar o quadril. Retorne e troque os lados.

Continua após a publicidade

Publicidade