Como e por que praticar mindfulness nos seus treinos (mesmo de musculação)

Abandonar os fones e focar no treino têm benefícios físicos comprovados pela ciência

Por Larissa Serpa Atualizado em 13 dez 2021, 15h09 - Publicado em 6 jan 2022, 12h46

Programas de ioga, meditação e atenção plena tiveram um aumento na popularidade no último ano, com equipamentos de ioga registrando um crescimento de 154% nas vendas durante a pandemia.

E parte dessa popularidade é porque essas modalidades nos incentivam a viver o momento, aplicando uma atenção plena, deixando de lado a ansiedade pelo futuro (que, convenhamos, estourou durante a pandemia).

Pois a tendência para 2022 é que esses treinos continuem em alta por esse motivo, além de ter uma incentivo maior a praticar a atenção plena até mesmo em outros tipos de treino, como musculação – em vez de ficar ouvindo um podcast ou pensando nos afazeres.

Pelo menos é o que prevê o Australian Institute of Fitness (AIF) e o American College of Sports Medicine (ACSM).

BENEFÍCIOS DE MINDFULNESS/ATENÇÃO PLENA NO TREINO

We Are
Yoga e Pilates continuam em alta We Are/Getty Images

Às vezes, há uma vantagem em se distrair durante os treinos. Colocar sua lista de músicas favorita e mover seu corpo sem precisar pensar pode ser meditativo.

No entanto, quando você está muito distraído, você perde a conexão com o que está fazendo: aquele momento mágico de sentir sua própria força e poder enquanto se exercita. Há um fluxo que acontece quando estamos no momento. E esse fluxo oferece muitos benefícios.

  • Melhor Saúde Mental

Um pequeno estudo descobriu que quando a atenção plena foi combinada com exercícios, os participantes mostraram melhorias no estresse, depressão e ansiedade. Além disso, este estudo descobriu que o exercício consciente pode ajudar a melhorar o sono, o que também pode beneficiar a saúde mental.

  • Melhor Saúde Física

Quando você se exercita com atenção, pode melhorar sua saúde física. Por exemplo, algumas pesquisas conectam a atenção plena com o aumento da saúde cardiovascular. Indivíduos que praticam a atenção plena têm índice de massa corporal e níveis de glicose (açúcar no sangue) mais baixos em jejum.

Estudos também relacionaram a atenção plena com o sentimento mais positivo em relação à saúde física, o que pode levar a comportamentos de saúde mais positivos.

  • Menos chance de desistir no caminho

Nem sempre é fácil manter o compromisso com os exercícios. No entanto, um dos benefícios da atenção plena é que ela fortalece sua determinação de seguir sua rotina de exercícios.

Pelo menos, foi o que descobriu um estudo envolvendo 266 praticantes de exercícios. As pessoas que tiveram pontuações mais altas de atenção plena foram mais capazes de manter seus planos de exercícios.

  • Níveis mais altos de satisfação

Malhar pode ser satisfatório por si só. Depois de fazer o exercício do dia, você terá uma sensação de conclusão. Você sabe que fez algo benéfico para sua saúde e isso é bom.

Pesquisas descobriram que as pessoas têm níveis aumentados de satisfação quando praticam exercícios físicos conscientes, especialmente se já tiveram dificuldades para tornar o exercício um hábito.

COMO PRATICAR MINDFULNESS NO TREINO

Mulher deitada no chão cansada após o treino
jacoblund/Thinkstock/Getty Images
Continua após a publicidade

1

Tenha um propósito para cada treino

Frequentemente, fazemos exercícios para perder peso, mas isso não é algo que acontecerá durante um único treino. Então pense pequeno para cada treino. Alguns exemplos de propósito de treino são:

  • Terminar seu treino planejado;
  • Fortalecer músculos específicos (por exemplo, “Vou me concentrar em trabalhar todos os músculos da parte inferior do corpo”);
  • Desafiar a si mesmo (por exemplo, “Vou me concentrar em trabalhar o máximo que puder durante meu HIIT”);
  • Queimar um certo número de calorias;

Uma alternativa é definir uma intenção, como dedicar o treino a uma pessoa amada.

2

Preste atenção ao seu corpo

Uma maneira de se manter presente é prestar atenção contínua ao seu corpo enquanto se exercita. Observe a batida repetitiva de seu pé na calçada se estiver correndo, por exemplo. Durante o treinamento de força, concentre-se na sensação de cada músculo ao usá-lo.

3

Lembre-se do porquê você está se exercitando

Se você começar a fazer exercícios com pressa, pensando em todas as coisas que deveria fazer, lembre-se de por que é importante fazer o seu treino. Reflita sobre por que você fez do exercício uma prioridade e como este exercício o ajudará agora, por exemplo:

  • Este treino vai me ajudar a ter mais energia para o meu dia;
  • Vou me sentir muito bem comigo mesmo quando terminar meu treino;
  • Vou dormir melhor esta noite depois deste treino;
  • Eu mereço me cuidar e me exercitar faz parte disso;
  • Vou me sentir muito menos estressado se fizer exercícios.
4

Lembre-se de respirar

Se sua mente divagar durante o treino ou você ficar olhando para o relógio, feche os olhos e respire fundo para se trazer de volta ao momento.

5

Termine com algo agradável

Dê a si mesmo um tempo para se acalmar e alongar os músculos que você trabalhou, ou mesmo dançar aquela música que você desligou durante o treino.

Se puder, reserve um momento para se deitar no final do treino para um relaxamento final. Esta é a sua chance de realmente sentir os efeitos do seu trabalho árduo.

 

Continua após a publicidade

Publicidade