Imagem Blog

Terapia e felicidade, com Priscila Conte Vieira

A psicóloga Priscila Conte Vieira (CRP 08/30418), especialista em psicologia positiva, auxilia você a ter uma vida mais leve e mais feliz!
Continua após publicidade

Medo: inimigo ou aliado? Descubra como lidar

Por Priscila Conte Vieira
Atualizado em 6 Maio 2024, 14h53 - Publicado em 4 Maio 2024, 07h00

Todos nós experimentamos medo em diversos momentos de nossas vidas, afinal, ele é uma resposta emocional natural que surge quando percebemos uma ameaça real ou imaginária.

Porém, é importante compreender que o medo não precisa ser um inimigo! Na verdade, quando visto como um aliado, o medo pode nos guiar para tomar decisões mais conscientes e enfrentar desafios de forma mais eficaz.

O primeiro passo para lidar com o medo é reconhecê-lo e aceitá-lo, pois não há vergonha em sentir medo. É importante entender que todos nós enfrentamos nossos próprios medos em diferentes momentos da vida.

Depois, precisamos identificar a origem específica do medo. Muitas vezes, eles são baseados em pensamentos irracionais ou distorcidos sobre uma situação e ao identificar esses pensamentos, podemos começar a questioná-los e desafiá-los de forma mais racional.

Ele se manifesta quando nos deparamos com o desconhecido, quando somos assolados pela perspectiva do fracasso, da rejeição, da perda ou até mesmo do sucesso.

Esses medos, muitas vezes, podem ser difíceis de identificar e nomear, mas exercem uma influência profunda em nossas decisões, comportamentos e bem-estar emocional e, por isso, se faz fundamental ter a consciência de que medo é esse, para escolher como lidar com cada um.

Continua após a publicidade

O medo do desconhecido nos acompanha em momentos de transição, quando nos vemos diante de novas situações, pessoas ou oportunidades. A incerteza do que está por vir pode causar uma sensação de vulnerabilidade, nos fazendo hesitar em dar passos em direção ao novo.

O medo do fracasso nos assombra quando nos jogamos em busca de nossos objetivos e sonhos. A possibilidade de não alcançar o sucesso desejado ou de decepcionar a nós mesmos e aos outros pode nos paralisar, nos impedindo de arriscar e explorar todo o nosso potencial.

A preocupação com a rejeição é outro medo comum. A angústia de sermos julgados, rejeitados ou abandonados pode nos levar a construir barreiras emocionais e a nos distanciar das pessoas, em vez de nos permitir nos conectar verdadeiramente com elas.

O medo da perda nos acompanha em nossa jornada, pois nos lembramos constantemente da fragilidade da vida e de tudo o que valorizamos. O medo de perder pessoas queridas, segurança financeira, saúde ou qualquer aspecto significativo de nossas vidas pode gerar ansiedade e nos impedir de desfrutar o momento presente.

O medo do sucesso é uma preocupação menos óbvia, mas muito presente. O receio das mudanças, responsabilidades e expectativas associadas ao sucesso pode nos levar a sabotar nossos próprios esforços ou a nos subestimar, evitando assim os desafios que o sucesso pode trazer. Poucas vezes nos questionamos “e se der certo?” e nos planejamos para tal.

Continua após a publicidade

Reconhecer e compreender esses medos é o primeiro passo para enfrentá-los de maneira eficaz. Às vezes, nossos medos podem ser complexos e interligados, mas explorá-los com curiosidade e compaixão pode nos ajudar a desenvolver estratégias personalizadas para superá-los. Ao entender melhor nossos medos, podemos cultivar a coragem necessária para viver uma vida mais leve, próspera e feliz.

_______________________________________________________________________

Oi, eu me chamo Priscila Conte Vieira, mas pode me chamar de Pri! Sou psicóloga, palestrante e mentora. Atuo na psicologia clínica, sou especialista em Psicologia Positiva, pós graduanda em Terapia Cognitivo Comportamental, master em autoconhecimento, coach de vida, practitioner em PNL e também criadora do Podcast Respira, não pira (que tal dar uma conferida lá no Spotify?!)

Estarei por aqui todas as semanas, abordando temas da Psicologia Positiva, felicidade, bem-estar e os auxiliando a serem as suas melhores versões, por meio do autoconhecimento e florescimento. Para saber mais sobre mim e me acompanhar no dia a dia, é só me seguir no Instagram! Estou por lá como @psi.priscilaconte Te vejo no próximo Sábado! Até mais <3

Publicidade