3 mudanças na dieta para emagrecer de maneira contínua

Especialista em emagrecimento ensina como continuar perdendo peso mesmo depois das primeiras semanas

Por Redação BOA FORMA Atualizado em 9 jan 2018, 19h16 - Publicado em 6 dez 2017, 17h46

É muito comum que algumas pessoas percam peso após adotar uma dieta balanceada e uma rotina de exercícios físicos, mas parem o ritmo de emagrecimento após um tempo – situação conhecida como efeito platô.

Assine nossa newsletter e fique por dentro das últimas notícias de BOA FORMA

De acordo com Rodrigo Polesso, especialista em Nutrição Otimizada para Saúde e Bem-Estar pela Universidade Estadual de San Diego, existem dois erros principais responsáveis pela situação: a redução extrema de calorias e os exercícios aeróbicos de longa duração. “Muita gente acha que vai emagrecer se comer muito pouco e passar horas na esteira  fazendo caminhada”, conta Rodrigo. “Mas depois dos primeiros dias em que você nota uma queda no peso, seu organismo e metabolismo vão se reajustar de forma a economizar o gasto calórico porque interpreta que o aporte de calorias vai ser baixo”, explica.

Leia mais: Advogada maratonista dá 6 dicas valiosas para corredoras

Os passos (simples) que podem ser realizados
Rodrigo lista 3 conselhos que devem ser seguidos para você permanecer perdendo peso mesmo semanas após começar um regime:

Continua após a publicidade

1. Encontrar os açúcares escondidos da dieta
Mesmo quem parou de comer doces e alimentos açucarados pode consumir o pó branco na dieta sem perceber. “Preste atenção nos rótulos do que você compra e observe tudo o que come”, sugere Rodrigo. “O açúcar que está no cafezinho ou no molho de tomate pode estar atrapalhando seu emagrecimento”.

Leia mais: Defina pernas e abdômen de forma divertida usando um bambolê

2. Eliminar as gorduras adicionadas e não-naturais
Quando se fala em dieta low carb ou Alimentação Forte (que se baseia essencialmente em comer alimentos com alta densidade nutricional e excluir os processados e industrializados), as pessoas abrem as portas para o consumo de gorduras. Só não cometa exageros! “As gorduras naturais de origem animal e vegetal são bem-vindas”, explica Rodrigo. “Mas isso não significa que você deve colocar óleo de coco toda vez que for tomar café ou jogar muito azeite de oliva na salada caso seu objetivo seja emagrecer”, completa.

Leia mais: Estudo diz que quem ganha pouco faz menos exercícios. Vire o jogo

3. Criar um protocolo correto de jejum intermitente
O último passo para continuar emagrecendo é com períodos mais longos do que o intervalo que você costuma fazer entre as refeições. No entanto, é importante que o protocolo seja seguido de forma correta e com orientação profissional de um nutricionista com conhecimentos sobre o jejum intermitente. “Ao praticar da forma certa, você consegue quebrar o efeito platô”, explica Rodrigo.

 

Continua após a publicidade
Publicidade