Corrida: 3 técnicas de treino mental para bater suas metas

O ex-atleta profissional de vôlei Bruno Zanuto lista atitudes positivas que vão ajudar você no esporte

Por Manuela Biz (colaboradora) - Atualizado em 17 fev 2020, 15h01 - Publicado em 29 out 2017, 15h35

Aos 23 anos, Bruno Zanuto já tinha passado pela seleção brasileira e estava jogando no campeonato italiano. Convivendo com o melhores atletas do mundo, ele reparou em algo: todos os jogadores tinham o mesmo treino, o mesmo preparador físico, a mesma dieta, mas apenas alguns eram capazes de definir a partida. “Comecei a observar como eles eram mentalmente mais preparados para lidar com dificuldades.”

Pouco tempo depois, foi Bruno que colocou toda sua capacidade de superação à prova: oito meses depois de uma lesão gravíssima ele voltou a jogar e foi eleito o melhor atacante do campeonato brasileiro. “O esporte nos dá essa possibilidade de descobrir uma força que a gente nem sabia que existia dentro da gente.”

E, segundo ele, tem gente que ainda não percebeu que tem essa força interna: “Sabe aquele amigo que treina, faz tudo direitinho, e no dia da corrida não rende? É uma baita frustração!” Inspirado na sua experiência de superação, Bruno desenvolveu o Treino Mental para Corredores. “O método ajuda a superar limites, não importa se seu limite é 5 ou 42k”.

Em seu bate-papo no #BoaFormaExperience, evento que rolou nos dias 28 e 29 de outubro, em São Paulo, ele listou três passos para você começar a virar esse jogo e alcançar suas metas:

Leia mais: Bella Falconi: “A internet pode gerar frustração nas pessoas”

1 – Tenho um (ou mais) objetivos claros

Nosso cérebro não é bobo: ele tem mecanismos que acionam o botão de alerta quando o corpo sai da zona de conforto. Só que essa situação é a desculpa perfeita de que ele precisa para a autossabotagem. “Daí, você só consegue continuar correndo se tiver um motivo forte para isso. Por isso, procure o seu propósito maior e lembre-se dele. O meu era voltar a jogar.”

2 – Volte a atenção para você

Só é possível melhorar na corrida ao aprender a identificar o comportamento do seu corpo durante a prática, como saber seu ritmo ideal, como você se comporta numa subida… O problema: nossa mente tem dificuldade em focar num único estímulo por muito tempo. Então, é preciso aprender a prolongar esse estado de atenção aos poucos. “E, mais importante, voltar ao foco rapidamente quando se distrair.”

Continua após a publicidade

Leia mais: 4 atitudes que fazem seu corpo envelhecer com mais saúde

3 – Domine o diálogo interno

Nem monges conseguem limpar completamente a mente de pensamentos, mas você pode selecionar apenas os bons pensamentos – e minimizar os negativos. Elimine aqueles que colocam você para baixo como “está difícil”, “falta muito”, “não vou conseguir” ou “estou com sede”. Palavra do especialista: “Seu corpo pode quase tudo; é sua mente quem você precisa convencer disso.”

Confira abaixo o vídeo completo da palestra do coach:

Fique por dentro de tudo o que rola no mundo fitness com a newsletter da BOA FORMA

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade