Hot ioga pode ajudar a queimar gordura e reduzir colesterol

Um estudo mostrou outros benefícios da prática, além de desintoxicar o corpo e melhorar a flexibilidade

Por Marina Campos (colaboradora) Atualizado em 11 jun 2018, 15h33 - Publicado em 11 jun 2018, 15h06

Se você é uma yogini de carteirinha, com certeza já ouviu falar da hot ioga, versão da prática realizada em uma sala aquecida a 40 °C. “As posturas são menos rigorosas, mas os benefícios continuam os mesmos”, explica Andrea Wellbaum, instrutora do estúdio Hot Yoga São Paulo.

  • Além de tonificar e relaxar, a alternativa promete desintoxicar o corpo por meio do suor (você sai pingando!) e melhorar a flexibilidade. Agora, um estudo da Universidade Estadual do Texas (EUA) comprovou que a prática em alta temperatura induz a uma redução maior da gordura corporal e do colesterol ruim em comparação à ioga normal.

    GymPass BOA FORMA: treine em mais de 12 mil academias por um valor fixo

    Por outro lado, ao contrário do que se pensava, o sistema cardiovascular não mostrou sofrer alterações extras. Se escolher a versão caliente, não se esqueça de levar uma toalha para cobrir o mat (e não escorregar) e um squeeze térmico para ter água geladinha sempre à mão.

    Continua após a publicidade
    Publicidade