Continua após publicidade

4 exercícios para quem tem varizes fazer em casa

Profissionais apontam movimentos para melhorar a circulação das pernas e explicam porque eles devem ser priorizados

Por Ana Paula Ferreira
20 jun 2024, 20h00

Para algumas pessoas, as varizes não são uma preocupação apenas estética. Os sintomas das veias dilatadas e tortuosas, que geralmente afetam as pernas e os pés especialmente das mulheres, podem causar dor, desconforto e problemas circulatórios.

Segundo Carol Mardegan, médica vascular e membro da SBACV, as varizes são frequentemente causadas por uma combinação de fatores. “A predisposição genética, fraqueza nas paredes das veias, problemas de válvulas venosas e fatores de estilo de vida, como sedentarismo e obesidade podem contribuir para o desenvolvimento de varizes. Além disso, a idade avançada e a gravidez também podem aumentar o risco”, ela resume.

E, embora seja uma condição bastante reconhecida, a profissional afirma que ainda há muitas dúvidas e incertezas em torno desse assunto. “Com frequência, os pacientes me perguntam se cruzar as pernas ou usar salto alto realmente pode causar varizes, ou se remédios caseiros têm algum benefício real. Na verdade, as varizes são uma queixa comum, com várias formas de alívio disponíveis, sendo os exercícios fisioterapêuticos uma dessas opções”, esclarece.

Continua após a publicidade

Exercícios para quem tem varizes

Bernardo Sampaio, fisioterapeuta e diretor clínico do ITC Vertebral de Guarulhos, afirma que práticas simples podem fortalecer a musculatura das pernas e melhorar a circulação. Para isso, ele sugere alguns exercícios para quem tem varizes.

“Exercícios que trabalham a musculatura do membro inferior são fundamentais. A flacidez muscular pode dificultar o retorno venoso, então fortalecer essa região é crucial”, explica. “Eles podem ser feitos diariamente, pois não exigem grande demanda física. Além disso, um bom alongamento pode auxiliar na flexibilidade e bem-estar”, completa.

O profissional sugere começar com movimentos básicos que podem ser feitos em qualquer lugar, seja em um colchonete, cama ou até no sofá. “O objetivo é mobilizar a articulação do tornozelo e trabalhar a musculatura da perna de forma simples”, ele orienta.

Continua após a publicidade

Mobilização do tornozelo (sem carga)

Como fazer:

  • Sente-se em uma cadeira ou deite-se em um colchonete;
  • Puxe o pé para cima (flexão dorsal) e depois empurre para baixo (flexão plantar).

Para aumentar a dificuldade, Sampaio recomenda o uso de uma faixa elástica. “Ao adicionar resistência, o exercício se torna mais eficaz porque estamos exigindo mais da musculatura. Isso pode ser feito deitado, sentado ou em pé, dependendo do conforto e da necessidade de cada pessoa”.

Continua após a publicidade

Mobilização do tornozelo com faixa elástica

Como fazer:

  • Sente-se com as pernas estendidas;
  • Enrole uma faixa elástica ao redor do pé e segure as extremidades;
  • Puxe o pé para cima e para baixo, adicionando resistência.

Outro exercício eficaz é apoiar o elástico e puxar o tornozelo para cima, alternando o movimento com as pernas, estes movimentos ajudam a melhorar a coordenação motora, além de trabalhar os músculos e veias da área do tornozelo. “Podemos adicionar dificuldade para desafiar a musculatura, mas sempre respeitando o condicionamento físico de cada um. Repetição e consistência são fundamentais para ver resultados”, ressalta o fisioterapeuta.

Continua após a publicidade

Exercícios de tornozelo com apoio

Como fazer:

  • Sente-se e use a outra perna como apoio;
  • Afaste uma perna e mova o tornozelo para cima e para baixo, mantendo a outra perna estática.

“Geralmente quem sofre com varizes sente muita pressão nas pernas e sensação de peso excessivo, para aqueles que querem, aos poucos, se livrar dessa sensação, existe um exercício também”, diz Sampaio.

Continua após a publicidade

Elevação dos pés (em pé)

Como fazer:

  • Fique em pé, com ou sem apoio na parede;
  • Levante os calcanhares, ficando na ponta dos pés e depois os abaixe.

Atividades indicadas: caminhada, natação e mais

Existem algumas atividades específicas recomendadas para quem tem varizes. “Caminhar, nadar, andar de bicicleta, ou mesmo fazer musculação e pilates são ótimas formas de melhorar a circulação. O importante é encontrar uma atividade que você goste e que se encaixe na sua rotina”, apontam os especialistas.

Atividades aeróbicas beneficiam não só a saúde vascular, mas todo o sistema músculo-esquelético. Entender como o corpo se adapta às atividades é essencial para uma prática segura e eficaz,” completa Sampaio, destacando a importância de um bom condicionamento cardiovascular para esses pacientes.

Publicidade