5 dicas de como voltar a se apaixonar por exercícios físicos

Precisando de um incentivo? Saiba como voltar a se exercitar

Por Amanda Ventorin Atualizado em 22 set 2021, 18h14 - Publicado em 3 out 2021, 14h00

Digamos que você conseguiu. Criou o hábito de se exercitar regularmente e passou por todos os testes para encaixar esse momento na sua rotina: trabalho, casa, filhos e até mesmo a preguiça. Mas por algum motivo os exercícios ficaram para trás e agora, você não sabe como (e nem sente muita vontade) voltar a se exercitar. Afinal, como voltar a se apaixonar por exercícios físicos?

Primeiramente, é importante desconstruir essa ideia de que os exercícios são uma obrigação e não algo prazeroso (sim, é importante ser uma pessoa ativa, mas isso não significa ficar correndo na esteira da academia, se não é o que você gosta de fazer). Fazer as pazes com os exercícios e testar diversas modalidades, treinos e esportes diferentes pode ser a chave para facilitar a sua volta a prática, além de expandir seus horizontes sobre as diferentes formas de se exercitar.

Carol Borba, uma das maiores educadoras físicas do país com quase 4 milhões de inscritos no YouTube e 1,7 milhões de seguidores no Instagram, conta que a sua relação com o próprio corpo também é crucial na hora de encontrar (ou reencontrar) o amor pelos exercícios físicos. “A relação que a gente tem com o nosso corpo afeta total e completamente o modo de ver a atividade física. Muitas pessoas me mandam mensagem falando que odeiam o próprio corpo, que tem vergonha do próprio corpo, que não conseguem se olhar no espelho e isso é a pior coisa que pode acontecer. Acima de tudo, a gente tem que se amar e a gente tem que se exercitar porque a gente se ama. Esse é o primeiro ponto”, conta a educadora física e empresária do mercado fit. “A gente não se exercita porque odiamos o nosso corpo, a gente se exercita porque a gente o ama, porque a gente quer ver ele melhor. Não entrar em determinado padrão de beleza preestabelecido pela mídia ou preestabelecido pela sociedade. Não! A gente tem que se exercitar, porque o exercício faz bem para a saúde, porque o exercício vai prolongar a sua vida, porque o exercício vai te dar uma vida com mais qualidade, é por isso que você tem que se exercitar. “. Não que tenha algo de errado com a vontade de mudar algo estético na aparência desde que não seja fruto de uma pressão estética da sociedade ou colocando a saúde em risco. “Não é saudável em nenhum momento, nenhuma situação você se odiar”, finaliza a profissional. 

Encontrou um exercício prazeroso que gosta e está focada na sua saúde e bem-estar sem comparações? Ótimo! Confira 5 dicas de como voltar a se apaixonar por exercícios físicos.

1- Respeite seu condicionamento físico

Os começos são difíceis, mas os recomeços? Esses são complicados. Após estar há um tempo sem se mover, seu condicionamento físico pode mudar e você precisará voltar aos poucos, recuperando o fôlego (literalmente). “Não adianta você querer treinar com alguém ou ver alguém fazendo um determinado treino e querer fazer igual. Se respeite! Se você for começar treinado e treinar num nível acima do seu, você vai se frustrar e pode se machucar. Então, tem que existir esse respeito com o próprio corpo”, conta Carol. 

2- Crie o hábito

Segundo Gabriela Bahia, educadora física e influencer fitness, pode-se levar 21 dias para criar um hábito. “Eu acredito que atividade física é também um habito que você cria na sua vida. E todo hábito que você cria na sua vida, você precisa tentar criar uma rotina pra conseguir repetir ele por pelo menos 21 dias, porque quando a gente repete a mesma atitude por 21 dias, pode virar um novo hábito. É um pouco essa disciplina que você precisa ter no início, de colocar atividade física no mesmo horário, não precisa de inicio ser 1h por dia, mas começar devagar por 10, 20 minutos mas tentar repetir pelos 21 dias”. 

Além disso, ela conta que conforme as semanas vão passando e você percebe as mudanças (no primeiro momento, minimamente em seu corpo, mas sim na mente), a disposição e energia que se mantém altas ao longo do dia, acaba-se criando uma força de vontade para continuar a atividade física. “Quando passa esses 21 dias, você vê que é capaz e isso pode se tornar um novo habito. Se você coloca a atividade física no começa em cada hora diferente isso pode ficar bagunçado”. 

3- Tentativa e erro

Se conhecer é a chave quando se está querendo adquirir um novo hábito. “Cada um tem uma rotina, então você precisa descobrir o que funciona para você. Tem gente que não funciona de manhã, não gosta de acordar cedo de forma alguma. Então essa rotina pela manhã não vai ser interessante. Por isso é muito importante se conhecer, pra tudo na vida. Assim ela vai ter melhores tomadas de decisões”, conta Gabriela “Colocou uma rotina, testou ela, viu que está sendo difícil, está falhando demais? Teste mudar o horário. Tenta antes do almoço ou depois dos afazeres do dia”.

A influencer, particularmente, gosta de realizar seus afazeres de manhã. Com os pensamentos regidos pelo livro “Milagre da manhã”, que defende a ideia de que quando se tem uma manhã organizada, se cuidando e se colocando como prioridade, sua energia e o resto de seu dia melhoram. “Para quem está começando colocar o exercício a primeira coisa do dia, acho muito legal. Claro que você vai precisar de uma rotina de ter que acordar mais cedo (consequentemente dormir mais cedo na noite anterior), então você vai acordar, tomar um café, colocar um momento de respirar e agradecer pelo seu dia, e aí irá pras suas atividades. Pode ser um abdominal, caminhada, polichinelo… Seja o que for mas tem que ser um compromisso com você naquele horário sempre”.

milagre da manhã

Milagre da Manhã, Hal Elrod

4- “Nem pensa, só vai”

É importante lembrar que a motivação é um excelente aliado para te empurrar para algo novo, mas não deve ser seu apoio durante o caminho, afinal, não é sempre que você vai acordar motivado e inspirado a se exercitar. Nesses dias, a disciplina e a constância serão suas melhores amigas.

Eu falo que na minoria dos dias que a gente ta motivado, é mais a disciplina que faz a gente ir. Eu tenho um método que eu gosto muito que é o: Nem pensa, só vai”… é o 1, 2, 3 e já. Porque se pensar demais você deixa de ir. Então, se colocou aquele horário pra fazer atividade física, vai todo dia até completar os 21, nem que faça 10, 15 minutos e você vai ter essa percepção/ mindset já vai mudar um pouco pra criar novo habito na sua vida”, Gabriela Bahia dá a dica. 

A motivação não é uma luz que vem do céu, abrilhante seu dia e faz com que você queira se exercitar todos os dias. Vai ter momentos que você vai estar motivado e tem dias que não. A motivação é algo que vem e vai, só que a prática constante de exercício físico não pode ser assim. A prática tem que ser constante e depende de disciplina. Então, além da motivação que vai vir e vai voltar, você tem que ter disciplina. É isso que vai te manter ativo e fazer com que os resultados venham. E quando os resultados chegam, aí sim é uma motivação real, porque você vai enxergar que esse resultado é palpável pra você. Então quando você se olhar no espelho e dizer: “nossa, eu tô bem melhor que um mês atrás, minha autoestima melhorou”, aí você não vai querer parar. A motivação vem de você, não espere que venha de fora. Com disciplina a gente alcança resultado e com resultado a gente consegue uma motivação nossa”, completa Carol Borba.

5- Estabeleça metas

Que tal se inscrever em uma maratona ou um desafio como meta? Para participar de eventos como esses você vai precisar treinar e esse pode ser um incentivo extra. Mas Carol Borba reforça que isso deve ser feito caso metas e datas sejam coisas que você goste e saiba lidar. “Cada organismo é um universo. Tem pessoas que lidam muito bem com essa sensação de competição, de pressão… E algumas pessoas não gostam dessa sensação. Então, se você gosta, busque desafios, uma prova de corrida, busque Crossfit, porque o Crossfit estimula bastante uma competição com você mesmo ou até com outros praticantes da modalidade. E tem diversas situações que te colocam nessa situação. Se você perceber que isso te gera uma ansiedade e uma pressão desnecessária, busque outras práticas, que tem milhares por aí e não geram essa ansiedade”. 

Continua após a publicidade

Indicações BOA FORMA

Tênis Olympikus Corre1 Eco

Tênis Olympikus Corre1 Eco

Compre aqui 

Pochete, AX Esportes

Pochete, AX Esportes

Compre aqui

Fone De Ouvido I2GO PRO Sport Extreme

Fone De Ouvido I2GO PRO Sport Extreme

Compre aqui

Camiseta Olympikus

Camiseta Olympikus

Compre aqui

Top Nike Swoosh Médio Suporte

Top Nike Swoosh Médio Suporte

Compre aqui

*Alguns produtos acima possuem links para a compra para os parceiros de afiliação do Grupo Abril – com preços referentes ao mês de outubro de 2021.
** A Boa Forma não recebe cachê para realizar os 
testes dos produtos, que são enviados pelas respectivas assessorias de imprensa para a realização da matéria.

Continua após a publicidade
Publicidade